Editorial

O Censo está sendo montado

22 de Janeiro de 2019 - 08h37 0 comentário(s) Corrigir A + A -

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) já trabalha na organização e montagem daquele que deverá ser o maior levantamento demográfico da história do país, o Censo 2020. A atualização desses dados a cada dez anos é estratégica em vários aspectos, com impacto direto na vida de milhões de pessoas.

O órgão lembra que dentro de um ano seus recenseadores irão percorrer todo o território nacional, de domicílio em domicílio, para coletar dados sobre a população. Assim, o Brasil terá as informações necessárias para conhecer as características das pessoas e de suas residências, planejar políticas públicas e investimentos de seus recursos.

A realização do Censo 2020 exigirá forte aporte financeiro. Serão necessários R$ 3,4 bilhões para executar a pesquisa, o que equivale a R$ 16,00 por habitante para uma população calculada em 212,2 milhões de pessoas. Mais de 250 mil profissionais serão contratados e 70 milhões de endereços visitados em 5.570 municípios. Além disso, 30 mil mapas de cidades, vilas e localidades serão usados pelos recenseadores.

Os dados coletados servirão, a partir de 2021, para fazer o cálculo do Produto Interno Bruto (PIB) per capita e da divisão dos Fundos de Participação dos Estados (FPE) e dos Municípios (FPM) - importante receita, principalmente às pequenas localidades.

Os Censos são fundamentais ao país. Através deles os governos conseguem acompanhar o crescimento, a distribuição geográfica e a evolução de outras características populacionais ao longo do tempo, com parâmetros para o cálculo da Previdência Social, entre outras estimativas. Também possibilitam identificar áreas de investimentos prioritários em saúde, educação, habitação, transporte, energia, programas de assistência à infância e à velhice.


Comentários

Diário Popular - Todos os direitos reservados