Coronavírus

Zona Sul tem recorde de novos casos de Covid-19

Foram 15 confirmações registradas por municípios da região na segunda-feira; só em Rio Grande foram dez pessoas infectadas

01 de Junho de 2020 - 19h31 Corrigir A + A -
Passageiro que viajou recentemente de ônibus de Pelotas para Santa Vitória do Palmar testou positivo na sexta-feira e acendeu o alerta na região (Foto: Infocenter DP)

Passageiro que viajou recentemente de ônibus de Pelotas para Santa Vitória do Palmar testou positivo na sexta-feira e acendeu o alerta na região (Foto: Infocenter DP)

A Zona Sul registrou nas últimas 24 horas um novo salto no número de confirmação de casos de Covid-19. Só em Rio Grande, dez pacientes receberam resultados positivos dos testes. Eles se juntam a três pessoas de Pelotas e duas de Canguçu, somando 15 novos casos. Com eles, são agora 181 infecções pelo novo coronavírus na região.

Em Rio Grande, os casos são referentes a oito mulheres, sendo uma com comorbidade, e dois homens, ambos sem comorbidades. Todos encontram-se em isolamento domiciliar. Das 43 pessoas que tiveram teste positivo desde o início da contagem, duas seguem internadas e um óbito ocorreu na cidade.

Em Pelotas, os casos são referentes a duas mulheres, de 48 e 81 anos, e um homem de 65. Com eles, a cidade tem agora registradas 93 confirmações do novo coronavírus. Segundo a Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a idosa de 81 anos e o homem estão assintomáticos, enquanto a mulher de 48 anos apresenta sintomas. Todos eles foram encaminhados para o isolamento domiciliar. A SMS aguarda o resultado de 14 exames que se encontram atualmente em análise pelo Laboratório Central do Estado do Rio Grande do Sul (Lacen/RS).

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado na segunda-feira (1º) pela prefeitura, das 93 pessoas que testaram positivo, 67 já são consideradas curadas. 24 estão no isolamento domiciliar e duas estão internadas - uma mulher, de 51 anos, na UTI do Hospital Escola da UFPel (HE/UFPel), e um homem, de 70 anos, em hospital particular de Porto Alegre. Outros três suspeitos estão internados em Pelotas aguardando resultado de exames: dois meninos, um com um ano e o outro com dois meses, estão no Centro Covid, enquanto uma mulher de 21 anos se encontra na enfermaria do HE.

Região

Além das confirmações ocorridas em Rio Grande e Pelotas, a região registrou duas confirmações  na segunda-feira (1º) em Canguçu. São mulheres, de 59 anos, e tiveram contato com pacientes infectados, caracterizando transmissão comunitária. Contando com aqueles que já se encontram curados, a cidade soma 26 casos de Covid-19. Destes, seis encontram-se internados - um, em Porto Alegre.

Dois casos da região, em análise até a segunda-feira (1º), resultaram negativos. Eles eram oriundos de Pedras Altas e do Chuí. Com isso, ambos os municípios encontram-se zerados para a Covid-19. Além destes, seguem sem testes positivos na Zona Sul: Amaral Ferrador, Arroio do Padre, Arroio Grande, Cerrito, Herval, Morro Redondo, Pedro Osório, Santana da Boa Vista, São José do Norte e Turuçu. Já têm casos confirmados, mas não alteraram o quadro os municípios de Capão do Leão, Candiota, Jaguarão, Pinheiro Machado, Piratini e São Lourenço do Sul.

Santa Vitória do Palmar foi outro município a manter os números. Entretanto, são quatro contaminações registradas desde sexta-feira (29). Uma delas é referente a um homem que viajou de ônibus de Pelotas para a cidade na quinta-feira (28). O fato deixou os municípios em alerta e motivou o Diário Popular a indagar o governador Eduardo Leite, em coletiva de imprensa na segunda-feira (1º), sobre novas medidas de fiscalização nos terminais rodoviários. "É impossível fiscalizarmos totalmente. Seguimos com a restrição de 75% de ocupação e bancos conjuntos compartilhados apenas por pessoas coabitantes, que moram na mesma casa", disse.

Estado

Conforme publicação da Secretaria Estadual de Saúde, no final da tarde de segunda-feira (1º), nas últimas 24 horas foram confirmados oito óbitos pelo novo coronavirus no Rio Grande do Sul e 164 novos casos da doença. As mortes foram em Lajeado (homem, 86 e mulher, 57), Carlos Barbosa (homem, 80), Bento Gonçalves (dois homens, 75 e 91 anos) e Porto Alegre (mulher, 80).

Pesquisa nacional volta às ruas na quinta-feira

A segunda etapa da pesquisa Epicovid19-BR, que aponta a proporção de casos de coronavírus no Brasil, inicia-se nesta quinta-feira em 133 cidades em todos os estados do país. Cerca de 2,6 mil pesquisadores do Ibope Inteligência irão de casa em casa, nos dias 4, 5 e 6 de junho, para realizar testes rápidos e entrevistas com 250 moradores em cada município incluído no estudo, totalizando uma amostra nacional de 33.250 participantes somente nesta etapa da pesquisa.

"É muito importante que os moradores recebam os pesquisadores e aceitem participar do estudo. Além de ficar sabendo o resultado do exame, cada participante contribui com dados que serão fundamentais para a definição de estratégias de enfrentamento da pandemia com base em evidências científicas", diz a epidemiologista Mariângela Freitas da Silveira, que integra a coordenação do estudo.

A pesquisa Epicovid19-BR, coordenada pela Universidade Federal de Pelotas com financiamento do Ministério da Saúde, é o maior estudo populacional do mundo a estimar a prevalência de coronavírus e avaliar a velocidade de disseminação do contágio pela doença. A primeira etapa, realizada entre os dias 19 e 21 de maio, forneceu as primeiras evidências sobre o percentual de pessoas com anticorpos na população de 90 de cidades brasileiras. Para cada diagnóstico confirmado, o estudo estimou que existem ao redor de sete casos reais não notificados. Os números somam 760 mil pessoas que têm ou já tiveram o coronavírus, contra o total de 104.782 casos notificados nessas cidades.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados