132 anos

Surfe inclusivo no aniversário do Cassino

Atividade de surfe inclusivo foi promovida pela Prefeitura do Rio Grande em parceria com o projeto Surf Praia para Todos da Associação Brasileira de Esportes com Prancha (ABIEP)

27 de Janeiro de 2022 - 17h50 Corrigir A + A -

Foi com um imenso sorriso que o psicólogo Renato Gonçalves, 38 anos, saiu da água na manhã desta terça-feira (26) após experimentar pela primeira vez a sensação de pegar onda com uma prancha de surfe. “É uma experiência sensacional, muito emocionante”, diz. Gonçalves, que é cadeirante e foi um dos participantes da atividade de surfe inclusivo promovida pela Prefeitura do Rio Grande em parceria com o projeto Surf Praia para Todos da Associação Brasileira de Esportes com Prancha (ABIEP) para comemorar os 132 anos de criação do balneário do Cassino.

“A prática esportiva com outras pessoas sem deficiência é muito importante e agrega muito para todos nós, por isso não digo mais inclusão, digo não exclusão pois a partir do mento que tu não exclui tudo flui melhor e este projeto representa isso e é algo que queremos continuar oferecendo no ano que vem, pois se possibilita uma vivência que a maioria das pessoas com deficiência só sabe através da mídia, mas não consegue experimentar”, diz Vladmi Virgílio dos Santos, titular da Coordenadoria Municipal de Defesa da Pessoa com Deficiência e Altas Habilidades.

O presidente da Abiepi, José Pedro Richetti que veio a Rio Grande visitar o projeto que acontece pela primeira vez no Cassino frisou a importância do uso do esporte como meio de ampliação da inclusão social de pessoas com deficiência. “Esta atividade nos dá oportunidade de usar o mar como ferramenta de inclusão e ficamos mais do que felizes em conseguir levar para dentro do mar pessoas que talvez nunca tivessem oportunidade para experimentar o surfe”.

Do mar para a pista

Durante a tarde a ação se deslocou do mar para o concreto, mas sem deixar de lado o esporte. Com a participação de praticantes foi dado início a pintura da pista de skate da avenida Atlântica, que é primeira etapa da revitalização completa do espaço.

“A pintura é necessária para que possamos receber eventos, pois é uma exigência dos patrocinadores que as pistas sejam ‘cleans’ para dar destaque às suas marcas, então essa pintura vai nos ajudar a recolocar a nossa pista no eixo nacional quando passarmos desta nova onda da pandemia”, diz Franco Amaral, presidente da Presidente da Associação dos Skatistas do Rio Grande (ASKRG) a mais antiga associação do gênero no RS.

O projeto de revitalização da pista ainda inclui troca de iluminação, reparos em rachaduras e outras intervenções para garantir mais segurança e uma melhor prática do esporte.

Cassino 132 anos

Para o secretário especial do Cassino, Sandro Oliveira, o Boka o trabalho de melhoria da infraestrutura do balneário feito desde o ano passado tem – além de melhorar a qualidade de vida dos moradores e veranistas – o objetivo de ajudar a resgatar a autoestima dos rio-grandinos e, principalmente, dos 50 mil residentes fixos do balneário.
“Estamos trabalhando muito para resgatar algo muito importante para a população que é este sentimento de pertencimento e valorização das nossas coisas e de todo o potencial do Rio Grande”, afirma.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados