Zona Sul

São José do Norte projeta safra positiva da cebola para 2022

Evento nesta sexta-feira marca o lançamento da colheita no município, que é uma das referências estaduais no plantio

21 de Outubro de 2021 - 20h18 Corrigir A + A -

Por: Redação
web@diariopopular.com.br

São José do Norte é uma referência na produção de cebola (Foto: Divulgação - DP)

São José do Norte é uma referência na produção de cebola (Foto: Divulgação - DP)

Depois das dificuldades, previsão é de uma safra positiva  (Foto: Divulgação - DP)

Depois das dificuldades, previsão é de uma safra positiva (Foto: Divulgação - DP)

A penúltima sexta-feira de outubro será de novidades importantes para a população de São José do Norte. Na tarde desta sexta-feira, a partir das 13h, no clube recreativo e cultural Sócrates - rua Ramiro Barcellos, 804- , ocorre o lançamento da colheita da safra de cebola no município. Os resultados da produção são aguardados com muita expectativa, levando em conta o bom momento do mercado da cebola, que vive uma fase de ascensão. O plantio é considerado o carro-chefe da economia municipal e emprega milhares de produtores em São José do Norte.

O plantio da cebola passou por muitas dificuldades neste ano de 2021. Em um primeiro momento, as intempéries climáticas foram adversidades significativas no cultivo. O clima não facilitou o desenvolvimento das plantações, que também foram prejudicadas pela Covid-19. O avanço do coronavírus e seus impactos na economia - principalmente a alta do dólar - causaram uma alta no preço dos insumos, o que elevou os custos da produção da cebola. "A gente sofreu no início do ano pra cá com o aumento do preço dos insumos, o valor ficou muito alto. A projeção estava bem ruim. Porém, conforme o tempo passou, houve uma movimentação do mercado que mudou a perspectiva e a cebola agora está em um patamar econômico e também de qualidade que é espetacular. Ainda estamos recuperando o ritmo anterior à pandemia, mas é um momento de ascensão", contou o produtor de cebola, Mateus Souza. O produtor ainda comparou a cadeia produtiva à uma pirâmide. "Conforme o mercado e os valores pro diarista melhoram, os empregos também crescem e gera renda". pontuou.

O lançamento da colheita da cebola integra os projetos da pasta da Secretaria Municipal de Agricultura e Pesca de São José do Norte (Smap). O órgão é chefiado por Danúbia Chaves, que afirmou ter boas expectativas para a colheita. "A gente espera ter uma safra tão boa quanto a do ano passado. Tivemos um período de seca que interferiu no cebolinho, na plantação das mudas. Mas, com a força coletiva do trabalho dos agricultores, as dificuldades foram superadas e tudo fluiu bem. A expectativa é de uma boa safra", destacou. Ela ainda relatou que o momento do mercado nacional da cebola passa por um crescimento "muito positivo". "Já fomos o maior produtor do país e ainda somos o maior do estado. A cebola traz arrecadações significativas para São José do Norte", destacou.

Programações

O evento será realizada de forma híbrida. No ano passado, o lançamento da colheita aconteceu de forma totalmente online. Neste ano, o Executivo busca uma tentativa mais próxima de uma normalidade. "Em 2019, foi um evento grande, pra cerca de 500 pessoas. Esse ano teremos restrições de público, mas a população poderá participar do evento", explicou Danúbia. O lançamento será transmitido pelo facebook da prefeitura municipal de São José do Norte, pela Rádio Cultura Riograndina e pela TV Club Web.

À tarde, ocorrem duas palestras voltadas para os produtores. A primeira palestra é "Gestão de Propriedade e Custos de Produção" e inicia às 15h. Ela será ministrada pelo presidente da Associação Nacional dos Produtores de Cebola (Anace), Rafael Jorge Corsino. Após o fim da explanação de Corsino, inicia um segundo momento, com a palestra "Comercialização da Cebola", que será desenvolvida pelo engenheiro agrônomo da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri-SC), Daniel Schmitt. Ele fala sobre o momento do mercado da cebola e as perspectivas para os próximos anos.

"É um legado de São José do Norte"

O vice-prefeito de São José do Norte, Nero Guimarães (PSB), destacou a importância da cebola para a economia municipal. Segundo ele, a cultura da hortaliça é fundamental na arrecadação de recursos na cidade e é uma tradição passada de geração para geração. "Grande parte das pessoas que ainda residem na zona rural trabalham com este plantio. É uma agricultura que passa de pai pra filho. O plantio ainda é feito de forma manual, muda por muda, é uma tradição na cidade. São José do Norte é feita de pequenas propriedades e este é o nosso maior legado", afirma.

Dados da produção

Área plantada: R$ 1800
Expectativa de safra: R$57.000 toneladas
Número de produtores: R$1.000
Empregos gerados na safra: R$3.000
Projeção de faturamento com o produto colhido: R$ 45 milhões
Principais compradores: regiões Sudeste e Nordeste do país

 


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados