Turismo

Projeto turístico para a Costa Doce é apresentado no Piratini

A ação foi construída em conjunto por técnicos da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), Sebrae/RS e equipes dos municípios envolvidos

14 de Março de 2020 - 21h39 Corrigir A + A -
A elaboração do projeto levou cerca de dois anos. (Foto: Itamar Aguiar / Palácio Piratini)

A elaboração do projeto levou cerca de dois anos. (Foto: Itamar Aguiar / Palácio Piratini)

Um projeto que pretende impulsionar o turismo na região da Costa Doce gaúcha foi apresentado ao governador Eduardo Leite. A ação foi construída em conjunto por técnicos da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), Sebrae/RS e equipes dos municípios envolvidos.

A elaboração do projeto levou cerca de dois anos. O coordenador do projeto, professor Marcelo Fonseca, da Unisinos, detalhou que a intenção é transformar a região em atração turística, procurado pelos visitantes, tal como já ocorre na região da Serra.

O governador, que foi prefeito de Pelotas, na região da Costa Doce, afirmou que o grupo pode contar com o auxílio e a colaboração do Estado no desenvolvimento do projeto. “Transformar uma região em rota turística é algo que envolve tempo e articulação conjunta. É preciso ter prioridades claras, identificando pontos fundamentais”, ponderou Leite.

A Costa Doce é formada por Arambaré, Arroio Grande, Barra do Ribeiro, Camaquã, Canguçu, Chuí, Cristal, Guaíba, Jaguarão, Morro Redondo, Pelotas, Piratini, Rio Grande, Santa Vitória do Palmar, São José do Norte, São Lourenço do Sul, Sertão Santana, Tapes, Tavares e Turuçu.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados