Zona Sul

Projeto Solidarich é alternativa de medicação gratuita à comunidade

A Farmácia Solidária funciona através da coleta de medicamentos doados pela própria população e que são distribuídos gratuitamente a quem precisa

08 de Janeiro de 2020 - 16h45 Corrigir A + A -

Por: Redação
web@diariopopular.com.br

O acesso dos remédios ofertados pela Solidarich é feito as quartas-feiras, das 13h às 17h ao lado da Samu (Foto: Divulgação - DP)

O acesso dos remédios ofertados pela Solidarich é feito as quartas-feiras, das 13h às 17h ao lado da Samu (Foto: Divulgação - DP)

Os medicamentos podem ser entregues em pontos de coletas com a identificação da marca Farmácia Solidária. Contudo, os remédios necessitam estar inseridos em certas condições para serem doados, bem como:

- As cartelas ou remédios fracionados precisam estar em perfeito estado de conservação, dentro da validade e não violados.

- Já os xaropes e pomadas, precisam estar lacrados, meio uso não é aceito.

- Os medicamentos com prazo de validade vencido, em vias de vencer, violados ou reprovados por questões técnicas de qualidade, serão descartados.

A partir do momento em que são entregues pela comunidade, os medicamentos vêm a serem recolhidos pela prefeitura municipal, encaminhados para um procedimento de seleção realizado por uma equipe de farmacêuticos e conduzidos para distribuição.

O acesso dos remédios ofertados pela Solidarich é feito as quartas-feiras, das 13h às 17h ao lado da Samu, no prédio do Pronto Atendimento Municipal. Vale lembrar, que para prover dos remédios é imprescindível apresentação de receita médica original e documento de identificação.

Confira os atuais pontos de coleta Solidarich:

- Posto Vila Nova, Posto Triângulo, Posto Vila Fonseca e Posto Central;

 - Pronto Atendimento;

 - Farmácia Desconto e Saúde;

 - Farmácia Pro-Vida;

- ZATEC;

 - Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE);

 - Gabinete do Prefeito;

            - Câmara de Vereadores;


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados