Boletim da Zona Sul

Prefeitura de Candiota visa estender campanha do Setembro Amarelo

Foram realizadas ainda palestras em empresas e escolas do município, de maneira a desmistificar cada vez mas a depressão; com foco no autocuidado, a prefeitura pretende dar continuidade na campanha

09 de Outubro de 2019 - 18h30 Corrigir A + A -
Foram realizadas ainda palestras em empresas e escolas do município, de maneira a desmistificar cada vez mas a depressão; com foco no autocuidado, a prefeitura pretende dar continuidade na campanha

Foram realizadas ainda palestras em empresas e escolas do município, de maneira a desmistificar cada vez mas a depressão; com foco no autocuidado, a prefeitura pretende dar continuidade na campanha

Confira também:
Rio Grande: Evento da Famed-Furg vai abordar doenças negligenciadas
Bagé: Daeb recebe selo de regularidade e responsabilidade do Tribunal de Justiça do Estado

A Campanha “Você é mais forte do que Acredita Ser” foi lançada no dia 13 de setembro com uma atividade de Educação Permanente em Saúde com alusão ao Setembro Amarelo (campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio). Neste dia foram realizadas conversas com o Sargento Saleh Abdel Ghani e com a psicóloga Carla Aguzzi, onde os servidores puderam expressar suas dúvidas e compartilhar experiências. De acordo com o Secretário de Saúde do Município, Gil Deison Lopes Pereira, as ações deste ano foram voltadas ao funcionalismo, em virtude da importância para com a saúde mental dos profissionais que diariamente lidam com patologias e casos específicos que envolvem saúde mental e física de diversos pacientes.

Foram realizadas ainda palestras em empresas e escolas do município, de maneira a desmistificar cada vez mas a depressão e os cuidados com a mesma – a incidência de suicídio em virtude da depressão e cada vez mais recorrente. Com foco no autocuidado, a prefeitura pretende dar continuidade na campanha. “Frisamos ainda a importância cuidar do próximo, o comportamento suicida pode ser observado e quiçá evitar o ato”, falou a psicóloga do município, Carla Aguzzi.

A psicóloga salienta ainda que: “precisamos falar sobre isso, os casos aumentam dia a dia e a propagação da informação é eficaz e pode salvar vidas”. Existe atualmente um serviço de apoio emocional e prevenção ao suicídio com garantia de sigilo e anonimato, através do número 188, a ligação é gratuita de telefone fixo, celular e orelhão 24 horas, todos os dias da semana.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados