Educação

Pinheiro Machado reduzirá 50% do valor do transporte dos estudantes de Canguçu

Pinheirenses que estudam na Escola Técnico Agrícola da cidade vizinha, em sistema de transporte pioneiro

09 de Junho de 2022 - 18h13 Corrigir A + A -
O prefeito relatou que essa é uma lei pioneira e vai contribuir para uma redução de praticamente 50% no valor do transporte dos alunos da Escola Técnica Agrícola da cidade de Canguçu.  (Foto: Jô Folha - Infocenter - DP)

O prefeito relatou que essa é uma lei pioneira e vai contribuir para uma redução de praticamente 50% no valor do transporte dos alunos da Escola Técnica Agrícola da cidade de Canguçu. (Foto: Jô Folha - Infocenter - DP)

Nesta quarta-feira (8) o prefeito de Pinheiro Machado, Ronaldo Madruga sancionou a lei 4460/2022 que concede transporte mediante contrapartida para os estudantes da Escola Técnico Agrícola na cidade de Canguçu.

Na ocasião estavam presentes sua equipe de Governo, seis mães de estudantes pinheirenses e os vereadores Éliton Rodrigues e Fabrício Costa que compõe a Frente parlamentar em defesa do transporte dos estudantes do Ensino Médio, Técnico e Superior. 

O prefeito relatou que essa é uma lei pioneira e vai contribuir para uma redução de praticamente 50% no valor do transporte dos alunos da Escola Técnica Agrícola da cidade de Canguçu. “Somos conhecedores das batalhas diárias que nossos estudantes passam. Sabemos que apoiando os estudantes, em um futuro próximo eles serão absorvidos pelo mercado e estarão consolidando nossa economia”, explicou Ronaldo.

A mãe de um dos estudantes, Débora Sousa, relatou que quando seu filho fez a escolha de estudar em Canguçu, ela viu no primeiro momento a dificuldade de como faria para ele ir. “Nós (as mães) já tínhamos tentado em outras gestões e não tínhamos conseguido apoio, então esse ano a gente veio até o prefeito, até os vereadores, o vereador Éliton foi o primeiro que eu conversei, falamos sobre a nossa dificuldade e eles começaram a buscar uma maneira para nos ajudar e nos ampararam e nos acolheram e aqui estamos hoje com a lei aprovada e sancionada que vai beneficiar outros alunos e outras mães”, falou.

Entenda como funcionará
Como a escola funciona como internato, o transporte dos alunos será concedido duas vezes por semana da seguinte forma: na segunda-feira será realizado o transporte dos estudantes de Pinheiro Machado que estão matriculados na Escola Técnico Agrícola, no município de Canguçu e nesse mesmo dia, o veículo municipal retornará sem alunos para o município de Pinheiro Machado; e, na sexta-feira, será realizado o transporte de retorno desses alunos da Escola Técnico Agrícola para a origem.


A contrapartida dos alunos para custear o transporte será o correspondente ao valor gasto com combustível de cada viagem sendo apurado e pago sempre no final de cada trajeto, onde fica determinado que o motorista fará o abastecimento de toda a capacidade do tanque de combustível, sendo que o abastecerá no início do trajeto e os alunos farão o mesmo no final do trajeto, garantindo assim, a transparência de que os estudantes custearão tão somente o gasto da respectiva viagem.

O município ficará responsável pelo fornecimento de um micro-ônibus de até 28 lugares, por suas eventuais manutenções e por um motorista, com sua respectiva diária de viagem, conforme legislação vigente no Município.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados