Pandemia

Nova variante do vírus da Covid-19 põe em alerta autoridades municipais

O alerta epidemiológico foi emitido pela Equipe de Vigilância das Doenças Transmissíveis da Diretoria de Vigilância em Saúde (EVDT/DVS) de Porto Alegre

17 de Fevereiro de 2021 - 10h44 Corrigir A + A -
A Secretaria busca identificar, precocemente os casos suspeitos vindos de áreas onde já há nova circulação viral e alerta os serviços de Saúde.

A Secretaria busca identificar, precocemente os casos suspeitos vindos de áreas onde já há nova circulação viral e alerta os serviços de Saúde.

A Secretária de Saúde de Rio Grande prepara-se para enfrentar a possível chegada de nova variante do vírus da Covid-19. Esse foi um dos principais assuntos na reunião semanal do Comitê Municipal Técnico em Saúde, e teve como base um alerta epidemiológico emitido pela Equipe de Vigilância das Doenças Transmissíveis da Diretoria de Vigilância em Saúde (EVDT/DVS) de Porto Alegre. Essa preocupação foi repassada a todos os municípios gaúchos pela Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Em Rio Grande, a secretária da Saúde, Zelionara Branco reforçou a necessidade de serem retomados os cuidados com os sintomas da Covid-19 e chamou a atenção para as pessoas que estão retornando de viagens: “É importante procurar o serviço de Saúde quando identificar algum sintoma”.

A própria Secretaria em Rio Grande “busca identificar, precocemente os casos suspeitos vindos de áreas onde já há nova circulação viral e alerta os serviços de Saúde, testando dentro do prazo ideal o suspeito, rastreando os contatos domiciliares e isolando os casos suspeitos”. Zelionara diz que a população pode auxiliar aos órgãos municipais de Saúde mantendo os cuidados de prevenção. “Se for viajante, ficar alerta ao surgimento de sintomas, principalmente, respiratórios e procurar o serviço de Saúde para avaliação. Além disso, é preciso manter o distanciamento social e obedecer ao isolamento domiciliar quando indicado.”

Indagada se a frequência de público no Cassino, em função do veraneio e do próprio Carnaval, é outra preocupação para o município, a secretária respondeu que sim. Para ela, “eventos como esses tendem a interferir na curva de novos casos, aumentando a transmissão e novas ocorrências”.

O alerta epidemiológico

Da capital gaúcha, o alerta é direcionado, basicamente, aos profissionais de Saúde quanto ao atendimento a casos suspeitos de Covid-19 provenientes de regiões que possuem transmissão comunitária de Variantes de Atenção (VOC) do Sars-Cov-2 (novo coronavírus), isto é, Reino Unido (VOC 202012/01), África do Sul (501Y.V2) e região Norte do Brasil, onde alguns estados já possuem transmissão comunitária da Variante de Atenção P.1 (atualização em 02/02/2021).

No atendimento desses casos, a notificação para a EVDT deve ser feita de forma imediata, para que as medidas de controle epidemiológico possam ser implementadas. Na confirmação de infecção, por exame de RT-PCR, a EVDT solicitará a amostra, para envio ao LACEN/RS, visando ao sequenciamento genômico.

Pacientes suspeitos de infecção pela Variante de Atenção – e todos os seus contatos próximos – devem ser  orientados quanto à importância de cumprir isolamento durante todo o período de transmissão.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados