Zona Sul

Levantamento aponta dados da vacinação na Zona Sul

Pedras Altas lidera o ranking de vacinação na região, já Arroio Grande aguarda doses para avançar na imunização

04 de Agosto de 2021 - 22h27 Corrigir A + A -
Pedras Altas é a cidade mais avançada no processo de vacinação (Foto: Divulgação - DP)

Pedras Altas é a cidade mais avançada no processo de vacinação (Foto: Divulgação - DP)

A Zona Sul avança na vacinação contra a Covid-19 e já se encontra com uma das melhores médias do Estado no quesito. Em um levantamento realizado dentre todas as cidades da região, o município de Pedras Altas se mostra mais avançado, imunizando atualmente adolescentes entre 12 e 17 anos. Por outro lado, Arroio Grande ainda aplica doses na faixa etária de 31 anos ou mais. A chegada de novas doses nesta semana pretende nivelar os números atuais.

Com mais de 711 mil doses de vacina contra a Covid-19 aplicadas, sendo 499.382 equivalentes a primeira dose, 192.496 segundas doses e 19.475 de dose única, a 3ª Coordenadoria Regional de Saúde (3ªCRS), a qual compreende as cidades da Zona Sul, é a terceira pasta com maior quantidade de doses aplicadas no Estado. Dentre as cidades com maior destaque na vacinação estão Candiota, Chuí, Herval, Jaguarão, Piratini, Santana da Boa Vista e Santa Vitória do Palmar, municípios que já vacinaram todos os grupos prioritários previstos no Plano Estadual de Imunização e já aplicam as doses em adultos com 18 anos, além de adolescentes com comorbidades.

Em destaque

A cidade de Pedras Altas, que conta com 1.954 habitantes, já imunizou 1.586 pessoas com a D1, ultrapassando 80% da população. Segundo explica o responsável pela Secretaria Municipal da Saúde do município, Celso Caetano, a vacinação dos idosos com 60 anos ou mais aconteceu a domicílio, visando evitar uma possível exposição ao sair de casa, este esquema foi utilizado também no interior, onde se concentra 70% da população. O titular da pasta explica que o que ocasionou o avanço foi o aumento da quantidade de doses destinadas às cidades de fronteira. "Pedras Altas foi contemplada com essas doses extras e que possibilitou avançarmos e alcançarmos essa vacinação. Hoje temos um pouco mais de 50 pessoas para vacinar com a dose um". Na segunda-feira desta semana foi iniciada a imunização em adolescentes e pretensão é finalizar todas as aplicações até o final da semana.

Caetano ainda afirma que profissionais da saúde começaram uma busca ativa na residência das pessoas que não foram vacinadas. "Sabemos que tem muita gente quer escolher a vacina. Nós recebemos muitas doses da Astrazeneca e as pessoas estão querendo da Pfizer ou Janssen, isso é ruim para o sistema porque não conseguimos imunizar 100% da população e dificulta o trabalho".

Na corrida pela vacinação mais ampla

Por outro lado, cidades como Capão do Leão e São Lourenço do Sul ainda estão imunizando a população com 30 anos ou mais, e aguardam doses destinadas aos adolescente que pertencem ao grupo prioritário recém inserido no programa de vacinação do Estado. Arroio Grande se encontra na última colocação do "ranking", aplicando atualmente primeira dose do imunizante em pessoas com 31 anos. O Secretário de Saúde, João Carlos Caldeira, explica que os números se dão devido às poucas doses que chegam à cidade. "Estamos questionando o Estado referente ao número de doses destinadas. Não é pelo fato de atraso de doses, mas a quantidade. Já temos pessoas com 30 anos agendadas e com a chegada de 240 vacinas acreditamos que em um dia e meio conseguiremos vacinar essa população", afirma. Segundo ele, a grande quantidade de idosos juntamente com as poucas doses a cada lote ocasionaram esse atraso sentido atualmente.

O responsável pela pasta afirma que para que seja possível a conclusão da imunização de adultos com a primeira dose ainda são necessárias em torno de 3 mil vacinas. A imunização em Arroio Grande é realizada em cinco locais, sendo três Unidades Básicas de Saúde (UBS) na zona urbana, na Policlínica do município e em duas UBSs localizadas no interior.

Quanto a estas possíveis diferenças apontadas pelos dados, a titular da 3ª CRS, Caroline Hoffmann, afirma que o desnivelamento de doses aplicadas nas cidades da Zona Sul se são devido a variação de distribuição. "As cidades de fronteiras receberam um quantitativo de vacina maior, tanto que na remessa que entregamos na terça-feira eles não receberam nenhuma dose para D1 pois já estavam vacinando 18 anos. Alguns municipios receberam quantitativos de doses para grupos especificos e sobraram algumas que eles avançaram a vacinação também", afirma. Quanto a uma expectativa sobre a finalização da imunização em todas cidades, Caroline afirma que a regional trabalha com a mesma projeção do Estado, tendo todos os gaúchos vacinados com a D1 até setembro.

Nova remessa para acelerar

No novo lote repassado as cidades na última terça-feira, 37.984 foram distribuídas pela 3ª CRS, sendo 2.260 doses da Coronavac destinadas a primeira dose e 11.784 doses da vacina da Pfizer, também destinadas a D1. O maior quantitativo que chegou aos municípios foram da Astrazeneca, 23.310, todas destinadas à segunda dose, bem como 960 doses da Pfizer para o mesmo fim. De acordo com o novo cálculo de distribuição anunciado pelo Governo do Estado, visando um nivelamento entre as cidades, Chuí, Herval, Jaguarão, Pedras Altas e Santa Vitória do Palmar não receberam doses referentes à primeira aplicação nesta remessa.

À Pelotas foram destinadas 5.142 doses da Pfizer destinadas à primeira dose e 276 para a segunda aplicação, além de 8.030 doses da Atrazeneca para a D2. Seguindo o cronograma de vacinação, ontem 1.796 pessoas com 28 anos ou mais receberam a imunização, alcançando a marca de 57% da poulação vacinada. Foram registrados também 54 novos casos, sendo 32 mulheres e 22 homens, e nenhum óbito foi notificado.

Vacinação nos municípios por faixa etária 

População com comorbidade Por faixa etária
Amaral Ferrador 18 20
Arroio do Padre - 27
Arroio Grande - 31
Candiota 12 aos 17 18
Canguçu 12 aos 17 28
Capão do Leão - 30
Cerrito 12 27
Chuí 12 aos 17 18
Herval 16 18
Jaguarão 12 aos 17 18
Morro Redondo - 26
Pedras Altas 12 aos 17 12 aos 17
Pedro Osório - 28
Pelotas 12 aos 17 27
Pinheiro Machado 18 31
Piratini 12 aos 17 18
Rio Grande 12 aos 17 24
Santana da Boa Vista 12 aos 17 18
Santa Vitória do Palmar 12 aos 17 18
São José do Norte - 26
São Lourenço do Sul - 30
Turuçu - 28

Confira a programação

Drive-thru - Centro de Eventos da Fenadoce das 9 às 17h

Quinta-feira - primeira dose para pessoas com 27 anos

Bairros - das 10 às 15h

Sexta-feira - primeira dose para pessoas com 27 anos ou mais

Multirão de aplicação da segunda dose em atraso

Sábado - das 9 às 15h

Pelotas Parque Tecnológico
IFSul - Campus Pelotas
Associação Rural

Pontos de vacinação nos bairros

Pelotas Parque Tecnológico - Areal
União Gaúcha - Cohab Tablada
CTG Os Farrapos - Santa Terezinha
Associação Rural, Casa da Amizade - Três Vendas
Colégio Pelotense, auditório - Centro
Comunidade Católica N. Senhora de Lourdes - Balneário dos Prazeres
Paróquia São José - Fragata

Panorama da vacinação e internações

Vacinados com uma dose: 194.635 (57.%)

Vacinados com duas doses: 87.448 (25.6%)

 

Propriedade intelectual do Jornal Diário Popular

Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados