Pandemia

Lar de idosos em Pedro Osório enfrenta surto de Covid-19

Dos infectados, 14 são residentes e três são servidores; todos apresentam sintomas leves ou estão assintomáticos

27 de Janeiro de 2022 - 21h01 Corrigir A + A -
Dos casos confirmados em residentes do abrigo, sete estão assintomáticos e outros sete possuem sintomas leves. (Foto: Rodrigo Balladares - Minsal)

Dos casos confirmados em residentes do abrigo, sete estão assintomáticos e outros sete possuem sintomas leves. (Foto: Rodrigo Balladares - Minsal)

Um surto de Covid-19 atingiu um lar de idosos de Pedro Osório. Até o fechamento desta edição, 14 residentes e três servidores foram diagnosticados com o vírus. Outros quatro casos de pessoas que trabalham no local ainda estão em análise. Do total, 13 idosos apresentam sintomas leves da doença ou estão assintomáticos e um está hospitalizado para o tratamento de outro problema de saúde e conta com quadro leve quanto à infeção pelo coronavírus. Todos já haviam recebido as três doses da vacina.

A Associação Beneficente Lar São Francisco de Assis é uma instituição filantrópica, particular, mas que possui convênio com a prefeitura de Pedro Osório. O local abriga atualmente 25 idosos, em sua maioria residentes do próprio município e também da cidade de Cerrito. Esta foi a primeira vez que o abrigo constatou casos de Covid-19, de acordo com o presidente da Associação, Pedro Ferreira. "Desde o início da pandemia nós proibimos o acesso de visitantes. Temos o portão e, para que os internos tenham contato com os familiares, eles ficam pelo lado de fora e os residentes pelo lado de dentro, todos com as proteções de máscara e álcool em gel", explica.

Os cuidados foram eficientes até a chegada da variante Ômicron, que cientificamente se mostra mais transmissível. No início desta semana, quatro idosos receberam o teste positivo para o vírus, que se espalhou rapidamente. "Na medida em que foram identificados os primeiros casos, eles já foram isolados e o funcionário que foi confirmado não estava mais indo, pois foi afastado quando começou a sentir os primeiros sintomas", afirma Ferreira.

Atualmente, dos casos confirmados em residentes do abrigo, que possuem idades entre 60 a 90 anos, sete estão assintomáticos e outros sete possuem sintomas leves. Para evitar a contaminação dos outros internos, uma logística de separação do local foi realizada, visando manter os idosos com diagnóstico positivo separados dos demais.

Outro problema enfrentado é quanto à diminuição do quadro de funcionários. Dos 13 colaboradores, três confirmaram o vírus e quatro estão afastados devido à suspeita de infecção. Diante do cenário e da necessidade de um reforço no auxílio para o cuidado dos idosos, a Associação irá recorrer ao Poder Público. "Entramos em contato com as prefeituras, de Pedro Osório e do Cerrito, que são nossos amparos, pois a gente trabalha com recursos muito escassos e agora nós vamos precisar de oito funcionários extras". O presidente afirma que já foi realizado um contato com ambos os prefeitos e hoje será protocolado um pedido de aporte de recursos para custear a contratação emergencial.

Em contato com a reportagem do Diário Popular, o secretário de Saúde de Pedro Osório, Ricardo Alves, afirmou que todos os idosos que residem na Associação Beneficente Lar São Francisco de Assis estavam vacinados com as duas doses da vacina contra a Covid-19, além da dose de reforço. Atuando como forma de assistência contínua ao lar, devido à parceria entre ambos, a Secretaria confirma que monitorava a situação e realizou a testagem em todos a partir do momento em que uma das residentes do lar precisou ser internada em leito clínico após apresentar sintomas. Embora tenham sido constatados outros problemas de saúde, esta, dias após a internação, também foi diagnosticada com Covid.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados