Diário de Verão

Hermenegildo: encontro com o mar sem agito em excesso

Na quarta matéria especial das praias da região, o DP desembarca no extremo sul do Brasil; confira o "paraíso dos mergulhões"

08 de Janeiro de 2022 - 10h15 Corrigir A + A -

Por: Michele Ferreira
michele@diariopopular.com.br 

Tranquilidade. É um dos pontos favoráveis para a criançada poder brincar a cada temporada (Foto: Jô Folha - DP)

Tranquilidade. É um dos pontos favoráveis para a criançada poder brincar a cada temporada (Foto: Jô Folha - DP)

Cenário típico. Quem já visitou o local o reconhece pelas longas barreiras de pedras para tentar conter os episódios de maré alta (Foto: Jô Folha - DP)

Cenário típico. Quem já visitou o local o reconhece pelas longas barreiras de pedras para tentar conter os episódios de maré alta (Foto: Jô Folha - DP)

Placa de madeira instalada em um dos acessos principais identifica o local (Foto: Jô Folha - DP)

Placa de madeira instalada em um dos acessos principais identifica o local (Foto: Jô Folha - DP)

Além dos próprios vitorienses, Hermena costuma concentrar visitantes de Pelotas e de Rio Grande (Foto: Jô Folha - DP)

Além dos próprios vitorienses, Hermena costuma concentrar visitantes de Pelotas e de Rio Grande (Foto: Jô Folha - DP)

Praia fica a cerca de 260 quilômetros de Pelotas (Foto: Jô Folha - DP)

Praia fica a cerca de 260 quilômetros de Pelotas (Foto: Jô Folha - DP)

Os turistas que direcionarem o roteiro ao extremo Sul do Brasil terão outras duas praias de mar para desbravar: Hermenegildo e Barra do Chuí, em Santa Vitória do Palmar. São as paradas que o Diário Popular lhe convida para fazer neste final de semana, na quarta matéria especial sobre os balneários da Zona Sul. Prepare um kit básico com protetor solar, cadeira, toalha e guarda-sol e pegue o rumo da BR-471. E, se der, aproveite para praticar o Espanhol. Ao circular pelas areias, não raro, você cruzará com hermanos uruguaios.

O paraíso dos "mergulhões"

A placa esculpida em madeira ao lado de um deque para apreciar a paisagem, sob a benção de Iemanjá, confirma que o visitante chegou ao Hermenegildo; o paraíso dos mergulhões, como a própria comunidade de o intitula. E é bem verdade que a diversão pode ser feita de simplicidade, principalmente, na infância. A gurizada se junta em grupinhos para catar mariscos e já sabem: eles têm que ser ligeiros para pegá-los porque, rápido, os animais se enterram novamente. E assim passam as horas, para o sossego das famílias.

"O que tem de bom aqui é a paz, tranquilidade. Se tu quer descansar, vem pro Hermenegildo. Até convido quem não conhece: 'Vem pro Hermena, que não vai se arrepender'", destaca a funcionária pública Joyce San Martins Corrêa, de 45 anos, acostumada a veranear sem a preocupação de que carros transitem próximo à filha Camila, de nove anos de idade.

As também vitorienses Bianca Gonzales, agente comunitária de 38 anos, e Verônica Nunes, professora de 45 anos, reforçam o porquê fazem questão de permanecer por lá a cada temporada.
"Tu fica tranquila, a praia é muito boa. A família inteira aproveita. É pra todo mundo", ressalta Bianca. E ganha o coro da amiga: "Venho todos os anos. A gente adora: os filhos descem pra praia, jogam bola. Tudo na tranquilidade", enfatiza Verônica.

Expectativa de que lotação permaneça em alta

A lista com 28 casais que aguardavam alguma desistência para conseguir hospedagem no feriadão de Réveillon serve de ânimo depois de quase dois anos de baixas no movimento. "Nem respeitando o limite de ocupação que era de 50% durante a pandemia, a gente atingia a ocupação. Agora estamos otimistas", afirma o gerente da Pousada Quebra-Mar, Carlos Rodrigues, ao se referir à procura de turistas nos últimos dias de 2021.

Ao longo dos 24 anos de atuação, os visitantes de Pelotas e de Rio Grande costumam ser maioria entre os 22 apartamentos à disposição. Agora, em clima de retomada, o estabelecimento torce para manter os cinco funcionários necessários para darem conta da demanda. Com as restrições provocadas pela Covid-19 e grande parte dos leitos desocupados, o quadro chegou a ser reduzido para dois. "Ficamos abaixo do mau tempo. Agora estamos tendo uma resposta positiva".

Mais estrutura para programação cultural 

O calçadão do Hermena ganhou reforço na iluminação e um palco fixo para receber as atrações culturais. Confira a programação artística e esportiva, já confirmada para o verão 2022, em diferentes pontos de Santa Vitória:
* Beach Tennis:
- Neste sábado e domingo: Praia do Hermenegildo
- 14, 15 e 16 de janeiro: Barra do Chuí
- 18, 19 e 20 de janeiro: Porto

* Feira do Livro: 14, 15 e 16 de janeiro, no Hermenegildo
* Rústica: 19 de fevereiro, na Barra do Chuí
* Festival Náutico Ventos do Sul: 11, 12 e 13 de fevereiro, na Barra do Chuí

 - Confira as distâncias:

* Pelotas - praia do Hermenegildo: 260,8 kms (via BR-471) - acesso ao balneário pela ERS-833
Não esqueça: no caminho, ainda na BR-392, você passará por um posto de pedágio, em Rio Grande. Valor de R$ 12,30.

- Veja os horários de ônibus:

* Pelotas - Santa Vitória do Palmar: 7h, 13h e 18h
Valor (no caso de embarcar direto na rodoviária): R$ 67,95 e um seguro opcional no valor de R$ 4,80
Detalhe: Não existem linhas que façam conexão direta entre Pelotas e as praias vitorienses.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados