Solidariedade

Desafio para garantir a alimentação das famílias atingidas pela seca em Rio Grande

Com o objetivo de arrecadar alimentos para as famílias atingidas pela estiagem em Rio Grande, a Defesa Civil inicia, na segunda-feira (24), a campanha “Desafio do bem – Todos contra a fome”

23 de Janeiro de 2022 - 14h11 Corrigir A + A -

Com o objetivo de arrecadar alimentos para as famílias atingidas pela estiagem em Rio Grande, a Defesa Civil inicia, na segunda-feira (24), a campanha “Desafio do bem – Todos contra a fome”. A campanha ocorre até o dia 4 de fevereiro, data em que o paratleta e Coordenador dos Direitos das Pessoas com Deficiência e Altas Habilidades, Vladmi Virgílio, fará um desafio de 12h de caminhada Praça Rio Grande Shopping, com o objetivo de chamar a atenção da comunidade e estimular as doações. Segundo dados da Defesa Civil, 212 produtores familiares já estão necessitando de auxílio.

A atividade irá ocorrer em área próxima à entrada do Supermercado Guanabara, das 7h às 19h, período no qual Virgílio estará em ação em um simulador de caminhada. De acordo com ele, a iniciativa visa dar um retorno às famílias que trabalham do meio rural na produção dos alimentos que são disponibilizados a toda a população e que agora enfrentam dificuldades devido à seca.

“Nossa ideia é conseguir o máximo possível de doações. Se tivermos como fornecer três ou quatro cestas para cada família, seria ótimo. A intenção é garantir a alimentação de todo o mês de fevereiro e quem sabe uma parte do mês de março também”, afirma Virgílio. Após a conclusão da atividade, o paratleta também irá acompanhar a Defesa Civil na entrega dos alimentos para as famílias.

Além disso, Defesa Civil e Executivo Municipal tem dialogado com representantes da iniciativa privada na busca por doações para atender a comunidade atingida. Assim, mesmo antes de iniciar a campanha, já foram recebidos cerca de 1300kg de alimentos doados por parceiros. Destes, aproximadamente 500kg foram entregues pela Cooperativa dos Transportadores Autônomos Rodoviários de Cargas do Rio Grande (Cootracam), e o restante foi doado por instituições que preferiram não ser identificadas.

PANORAMA DA SECA

Apesar das chuvas dos últimos dias, a estiagem que tem atingido o município nos últimos meses já trouxe severos impactos a Rio Grande. Conforme dados da Defesa Civil, foram apenas 20 milímetros de precipitação durante um período de 40 dias, causando prejuízos de mais de R$ 100 milhões ao setor agropecuário além disso, existem famílias sem água potável, especialmente na Ilhas do Leonídio e Marinheiros, que tem dependido da Defesa Civil para o abastecimento de suas casas para o uso doméstico.

Por esse motivo, com o objetivo lançar mão de uma série de instrumentos para realizar ações destinadas a reduzir os efeitos da seca sobre a comunidade, no último sábado (15) o prefeito Fábio Branco (MDB) decretou situação de emergência em Rio Grande devido à estiagem.

PONTOS DE ARRECADAÇÃO DE ALIMENTOS NÃO PERECÍVEIS

  • Escritório da Defesa Civil no prédio da Prefeitura na rua General Neto – Das 8h às 12h e das 14h às 19h
  • Sede da Defesa Civil na rua Almirante Barroso, 166 (Centro de Eventos) – Das 8h às 12h e das 13h30 às 17h30
  • Praça Rio Grande Shopping

Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados