Zona Sul

Azonasul falará com TCU sobre pedágios

A alteração na tarifa começou desde a meia noite deste sábado

28 de Agosto de 2021 - 20h56 Corrigir A + A -

Por: Vitória Leitzke
vitoria@diariopopular.com.br

Segundo nota divulgada pela entidade, a expectativa é de que o TCU consiga fazer com que a Agência Nacional de Transporte e Trânsito (ANTT) reavalie as tarifas da região (Foto: Jô Folha - DP)

Segundo nota divulgada pela entidade, a expectativa é de que o TCU consiga fazer com que a Agência Nacional de Transporte e Trânsito (ANTT) reavalie as tarifas da região (Foto: Jô Folha - DP)

Após reunião dos prefeitos da Associação dos Municípios da Zona Sul (Azonasul), na última semana, um documento foi encaminhado ao ministro João Augusto Ribeiro Nardes, do Tribunal de Contas da União (TCU), oficializando o descontentamento dos governantes sobre o aumento nas cinco praças de pedágio da Ecosul, anunciado na quinta-feira. A alteração na tarifa começou desde a meia noite deste sábado. Uma audiência com o TCU deve ser agendada para tentar a suspensão da mudança do valor.

"Esse reajuste é inaceitável. Considerando a atual situação crítica por que passa a nossa economia e, especialmente, impactando diretamente no preço dos fretes do transporte rodoviário e na própria competitividade do Porto de Rio Grande, além de trazer sérios prejuízos para o desenvolvimento das atividades do turismo em nossa região", defendeu o presidente da Azonasul, Vinícius Pegoraro.

Segundo nota divulgada pela entidade, a expectativa é de que o TCU consiga fazer com que a Agência Nacional de Transporte e Trânsito (ANTT) reavalie as tarifas da região. A partir deste sábado, os veículos de passeio passam a pagar R$ 12,90 e os comerciais pagam conforme número de eixos, com valores entre R$ 25,80 e R$ 77,30.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados