Serviços

QR Code: a tecnologia que retornou com força durante a pandemia

Com a restrição do contato físico, o QR Code demonstrou ser uma solução para os negócios manterem a comunicação com seus públicos.

27 de Agosto de 2021 - 08h52 Corrigir A + A -

Por: K2. – Assessoria e Comunicação Digital

contato@k2ponto.com.br

Imagem: Freepik

Imagem: Freepik

Você já deve ter se deparado com essa espécie de código em embalagens de produtos, cartazes em estabelecimentos comerciais ou, até mesmo, na forma de opção de pagamento no balcão de algum restaurante. 

Ao mirar a câmera do celular para esse código, você acaba aterrissando em telas de produtos, sites de marcas ou informações sobre meios de pagamento, entre outras possibilidades. 

Esse é o famoso QR Code.

Inventado no Japão, o Quick Response Code (daí vem a sigla QR) é um código de barras estilizado que pode ser lido por praticamente qualquer câmera de telefone celular.  Em alguns países, essa é uma tecnologia bastante utilizada, pois facilita o compartilhamento de informações e dados de forma rápida.

O QR Code é capaz de armazenar enormes quantidades de dados. Contudo, independentemente do volume de informação contida nele, ao ser mirado pelo leitor do celular, o código deve permitir que o usuário acesse, de maneira instantânea, o que está armazenado. Esta é a razão do nome código de resposta rápida.

No Brasil, o QR Code tem se tornado mais popular desde o surgimento do Pix, pois ele é uma das ferramentas utilizadas para pagar e transferir valores. Por isso, é cada vez mais comum entrar em estabelecimentos e encontrar placas com o código acompanhado da mensagem Aceitamos Pix”.

A pandemia também foi responsável pelo aumento da utilização do QR Code mundo afora, devido à necessidade de opções de pagamentos por aproximação do dispositivo. De acordo com dados da pesquisa Panorama do Comércio Móvel no Brasil, em apenas seis meses de pandemia, o número de brasileiros que declararam já ter utilizado pagamentos por QR Code foi de 35% para 48%.

Ira Gostin, diretor da Gostin Strategic Consulting LLC, disse em um artigo da Forbes que, durante a pandemia, o QR Code serviu de auxílio para as empresas que precisavam encontrar uma maneira de se comunicar com seus clientes nessa nova configuração social, onde o contato físico representa risco.

Você os viu implantados em restaurantes no lugar de cardápios, em portas para informar sobre mudanças da Covid-19, em correspondências e conectado a páginas com destino às notícias atuais. No ano passado, o QR Code fez um grande retorno (grifo nosso)”, explicou Ira Gostin. 

Como utilizar o QR Code?

No começo, para acessar a informação contida em um QR Code, era preciso ter um leitor especial no dispositivo. Atualmente, com a sua popularização, os dispositivos já são produzidos com esse recurso nativo.

A utilização dessa tecnologia é bem simples. Em resumo, basta apontar a câmera do dispositivo para o código e aguardar a leitura ser feita – e, como já mencionamos, esse é um processo bem rápido.

Além disso, vários aplicativos já possuem a ferramenta de leitura do QR Code para oferecer novas funções aos usuários. Um exemplo é o WhatsApp, que possibilita a utilização do app em navegadores no notebook ou computador. Basta mirar a câmera do celular no QR Code disponível no navegador.

Como gerar um QR Code?

Gerar um QR Code é mais fácil do que parece. Há diversas ferramentas focadas nisso, sendo que muitas delas são gratuitas (há também versões pagas). Ao buscar por “gerador de QR Code” no Google, inúmeras opções aparecem à disposição do usuário.

E se você está se perguntando Por que gerar um QR Code?”, a verdade é que há muitas justificativas. Essa tecnologia tem várias aplicações, e a sua utilidade vai depender da solução específica que está sendo buscada.

Por ser personalizado, o QR Code permite armazenar diferentes informações. É possível disponibilizar um catálogo de produtos, livros, acesso a algum curso e informações extras sobre uma empresa, além da capacidade de transferir valores.

Aplicações práticas do QR Code

Inicialmente, essa tecnologia foi desenvolvida com o objetivo de ajudar a rastrear peças durante a fabricação de veículos. 

Os QR Codes ainda são utilizados na indústria de manufatura, mas também foram aproveitados em outros setores como construção, suprimentos, engenharia, varejo e saúde.

Uma das utilizações mais comuns do QR Code no último ano foi em soluções relacionadas à Covid-19 - e não apenas em códigos com informações sobre formas de prevenção, mas também como uma maneira de rastrear o coronavírus.

Um exemplo é a Inglaterra, que utilizou de QR Code como uma opção de rastreamento e impedimento da propagação da Covid-19. O aplicativo NHS funcionava através de um método centrado na privacidade da Apple e Google e com rastreamento via Bluetooth.

Com o NHS foi possível registrar a aproximação de pessoas e identificar quanto tempo elas permaneceram perto umas das outras. Isso viabilizou a detecção precoce de novos casos de contaminação. 

Na verdade, o NHS é utilizado pelo Serviço Nacional de Saúde da Inglaterra como um todo, não se restringindo apenas à Covid-19.

Outra aplicação bastante recorrente de QR Codes é nas embalagens de produtos. Os códigos são disponibilizados por várias razões: informações extras sobre o que está sendo comprado, instruções de uso ou de lavagem, catálogos com a coleção completa da marca, promoções especiais etc.

Em ambientes educacionais, essa tecnologia é uma boa alternativa para engajar os estudantes e possibilitar a interação. 

Em escolas e universidades, o QR Code pode ser usado em ambientes físicos como bibliotecas e salas de aula, mas também nas tarefas. 

Exemplo: é possível criar um conteúdo que utilize diversos recursos midiáticos e disponibilizar aos alunos o código para o acesso.

Pagamentos através do QR Code são recorrentes em diversos países. Aqui no Brasil, essa forma de pagamento se tornou mais habitual com a criação de fintechs e do Pix. 

O Paypal, por exemplo, já utiliza há algum tempo o QR Code como opção para transações. Especialmente para as populações mais jovens, essa é uma forma atrativa de pagar as contas, pois é rápida e de fácil acesso.

_

Queremos saber: você costuma utilizar o QR Code na sua rotina? Já conhecia as funcionalidades desta tecnologia? Conte nos comentários! ✍️


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados