Tecnologia

Programa Parque Ativo divulga selecionados do Edital 01/2021 de desenvolvimento de projetos

Durante a avaliação das propostas, foram considerados objetivos, relevância, viabilidade científica-tecnológica e outros critérios

25 de Outubro de 2021 - 15h56 Corrigir A + A -

Por: Redação
web@diariopopular.com.br

As iniciativas contempladas abrangem áreas de inclusão social para surdos, apoio ao empreendedorismo local com bolsas de estudo, entre outras ideias (Foto: Divulgação - DP)

As iniciativas contempladas abrangem áreas de inclusão social para surdos, apoio ao empreendedorismo local com bolsas de estudo, entre outras ideias (Foto: Divulgação - DP)

Lançado no início de outubro, o Edital Parque Ativo de desenvolvimento de projetos de inovação e empreendedorismo do ecossistema do Pelotas Parque Tecnológico já tem o resultado dos três projetos selecionados para incentivo e execução das ações.  As iniciativas contempladas abrangem áreas de inclusão social para surdos, apoio ao empreendedorismo local com bolsas de estudo e um projeto internacional de identificação de desafios e cocriações para o futuro. 
 
O diretor Técnico-Científico do Pelotas Parque, Edgar Mattarredona, explica que é uma satisfação receber propostas tão promissoras no âmbito das novas tecnologias. “Recebemos propostas de tecnologias assistivas, de internacionalização e de incentivo às novas formas de empreender em parceria com instituições e empresas do Pelotas Parque Tecnológico. São proposições que trazem uma nova forma de relacionamento com o ecossistema inovador, e queremos sempre incentivar estas novas ideias, para aproximar as instituições e empresas que têm recebido respostas positivas dos nossos parceiros”, salienta. 
 
Durante a avaliação das propostas, foram considerados objetivos, relevância, viabilidade científica-tecnológica, potencial de impacto de inovação, resultados e benefícios previstos, e o cronograma apresentado no Plano de Trabalho. As instituições concedidas com o Edital integram os proponentes da Escola de Ensino Médio SESI Eraldo Giacobbe e  Instituto Federal Sul-rio-grandense.
 
Equipe Beep Factory

Representada pela Me. Joseane Angela Pasqualli do Amaral, da Escola de Ensino Médio SESI Eraldo Giacobbe, o projeto Beep Factory visa o aumento da autonomia e segurança de indivíduos surdos e com baixa audição, a inserção e inclusão de surdos no mercado de trabalho, e a implementação de um protótipo de produto para que seja comercializado no mercado em larga escala. 
 
O principal destaque da proposta selecionada é a criação de um dispositivo dotado de um circuito integrado que seja capaz de emitir uma notificação quando houver a emissão de sons específicos no campo sonoro onde está inserido. 

Prospecção de projetos 

Outro projeto selecionado foi a proposta de prospecção de projetos científico-tecnológicos para atender ações vinculadas ao Pelotas Parque Tecnológico, apresentado pelo Instituto Federal Sul-rio-grandense pela Pró-Reitora de Extensão e Cultura, Gisela Loureiro Duarte, e pelo Pró-Reitor de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação, Vinicius Martins. 
 
A ideia é desenvolver projetos de inovação e empreendedorismo de setores estratégicos vinculados e atendidos pelo PPT, e selecionar dez bolsistas do IFSul para trabalharem em diversas propostas selecionadas pela diretoria técnica e demandas apresentadas pelos empreendimentos residentes no ecossistema do Pelotas Parque. 
 
Link me Up
A iniciativa de desenvolvimento de soluções para desafios futuros, cocriação e inovação no Pelotas Parque Tecnológico foi lançada no programa europeu H2020 - Link me Up - Training Program for Curricular Project with Companies Brasil/Portugal. 
 
Representado pela professora Raquel Paiva Godinho, da Escola de Design do IFSul e facilitadora do programa Demola, o projeto visa buscar conexões transformadoras entre academia, terceiro setor, empresas e empreendedores, e inserir o Pelotas Parque Tecnológico no cenário internacional.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados