Conteúdo patrocinado

Participantes ou espectadores: como os streamers vão usar o metaverso para entreter o seu público?

Tecnologia tem tudo para ajudar a difundir ainda mais o streaming, tornando as transmissões ainda mais imersivas

23 de Maio de 2022 - 11h44 Corrigir A + A -

img Ocere Diane

Imagem: Pixabay

Uma das principais características dos jogos é o seu potencial de conseguir reunir as pessoas com mais intensidade a cada dia. No passado, era comum ver um grupo de amigos em reunidos confraterniznado em casa assistindo televisão. 

Atualmente, também não é difícil encontrar pessoas que assistem a streamings de videogames, por exemplo, ou a outras modalidades de jogos, como um streaming em tempo real do seu jogo favorito em  Leo Vegas (leovegas.com/pt-br/cassino-ao-vivo). O fato é que só aumenta o número de brasileiros adeptos dessa modalidade de experiência coletiva, que tende a se expandir cada vez mais com o avanço da tecnologia, proporcionando conforto e inúmeras facilidades aos usuários.

Hoje em dia, é muito difícil falar de novas tecnologias, um mercado que a cada dia cresce mais, inclusive aumentando a procura por profissionais desta área, sem mencionar o metaverso. É cada vez mais claro que essa tecnologia tem tudo para ajudar a difundir ainda mais o streaming, tornando as transmissões ainda mais imersivas e desenvolvidas para todos. 

Afinal, o que é o metaverso? 

O metaverso é provavelmente um dos projetos tecnológicos mais ambiciosos dos últimos anos, que inclusive foi capaz de ajudar a influenciar na mudança de nome do Facebook, um dos gigantes da tecnologia. 

O projeto tem como um dos objetivos principais a criação de um universo digital paralelo em que as pessoas podem interagir entre si sem barreiras físicas, apenas como avatares, em todas áreas que existem no “mundo real”. A ideia é criar um mundo virtual utilizando tecnologias extremamente avançadas, diminuindo os custos dos equipamentos que permitem a utilização destas para o usuário, como realidade virtual, criptomoedas e outros mecanismos que a tecnologia de ponta pode oferecer. O Brasil, ao lado de todas as grandes potências mundiais, também tem se preparado para difundir e aderir ao futuro próximo que se aproxima nessa nova realidade. 

Além de ter a proposta de facilitar o dia a dia das pessoas, simplificando reuniões, pagamentos, investimentos, além de muitas outras áreas, o metaverso também tem o objetivo de popularizar e democratizar o acesso às informações e lugares, tendo em vista que o lugar físico onde uma pessoa se encontra não irá influenciar em nada a sua participação e deslocação nesse universo. 

Como os streamers podem aproveitar o metaverso?

Para os streamers, o metaverso provavelmente é uma espécie de paraíso. Isso porque as transmissões ao vivo podem atingir um novo patamar de interação que promete entreter ainda mais o público. Se atualmente as pessoas podem interagir por meio de comentários ou participações nas transmissões em tempo real, imagine que todo o público tenha a possibilidade de estar reunido no mesmo local virtual em que o streaming acontece?

Isso possibilitaria ainda mais diálogos, perguntas ou mesmo interações coletivas durante a transmissão de um streaming de jogo, por exemplo, tornando o nível das interações sem qualquer distinção das que acontecem no mundo real, com o benefício de que as pessoas “reais” poderiam continuar no conforto de suas casas enquanto seus avatares percorriam o mundo.

O contato completamente imersivo do público nessa nova modalidade de streaming torna toda a situação ainda mais realista e envolvente. Os avatares presentes durante as “reuniões” poderão conversar com amigos, comer alguns petiscos e interagir com o restante do público enquanto assistem ao programa escolhido— é por isso que o metaverso promete ser uma alternativa ao mundo real que não deixa nada a perder. 

A cada dia podemos conhecer mais sobre os recursos que serão utilizados no metaverso e é quase impossível levar a vida sem o uso dessas tecnologias. São incontáveis e ainda mais deslumbrantes as possibilidades que o metaverso pode oferecer com o passar dos anos, tantas quantas o mundo real poderia, com o benefício de não exigir nenhum deslocamento físico, nenhum engarrafamento ou imprevisto que poderia acontecer no meio do caminho.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados