Exemplo

Uma doação de amor e vida

BM arrecada mechas de cabelo para quem luta contra o câncer e incentiva a doação de sangue

18 de Abril de 2019 - 12h28 Corrigir A + A -

Por: Giulliane Viêgas
giulliane.viegas@diariopopular.com.br

Em Pelotas, 21 madeixas já foram entregues à Aapecan (Foto: Divulgação - DP)

Em Pelotas, 21 madeixas já foram entregues à Aapecan (Foto: Divulgação - DP)

Hemocentro de Pelotas recebe o público para doação de sangue na avenida Bento Gonçalves, 4.569 (Foto: Divulgação - DP)

Hemocentro de Pelotas recebe o público para doação de sangue na avenida Bento Gonçalves, 4.569 (Foto: Divulgação - DP)

*Com informações do CRPO-Sul

Uma campanha lançada pela Brigada Militar (BM) no dia 8 de março, em todo o Estado, intitulada Cabelos de aço, está arrecadando mechas de cabelos que têm como destino entidades que tratam pessoas que lutam contra o câncer. No Estado já foram arrecadadas 357 madeixas. A campanha vai se estender até o final do ano.

Em Pelotas, o Comando Regional de Policiamento Ostensivo do Sul (CRPO-Sul) entregou, na última terça-feira, 21 mechas à Associação de Apoio a Pessoas com Câncer (Aapecan). Nesta quarta-feira (17), mais oito feixes de cabelos foram arrecadadas pelo CRPO-Sul. De acordo com o Comando, a iniciativa mobilizou mais de 20 pessoas, entre as policiais militares de Pelotas, familiares, mulheres e crianças da comunidade que também se solidarizaram com a causa e, voluntariamente, fizeram sua doação.

A soldada Taiara Rodrigues Cabreira explica que quem quiser participar da campanha é só entregar a mecha, de - no mínimo - dez centímetros, na sede do Comando Regional de Policiamento Ostensivo do Sul, na avenida Bento Gonçalves, 3.036. "Qualquer cabelo é bem-vindo. Seja crespo, liso, cacheado, ondulado ou até mesmo com algum tipo de química", disse.

Além da Cabelos de aço, a BM lançou, no último dia 9, a campanha Sangue brigadiano que estimula a doação de sangue. Nesta quarta, 27 alunos soldados participaram da ação voluntária. A enfermeira do Hemocentro, Caroline Pickersgill, disse que cada bolsa colhida pode beneficiar até quatro pessoas, sendo que, em Pelotas, a Beneficência Portuguesa, o Hospital São Francisco de Paula e o Pronto-Socorro são os beneficiados com as doações voluntárias. "São vidas que dependem de nós", contou Taiara que além de doar o cabelo também doou sangue.

Como doar o cabelo?
- Todos os tipos de cabelos podem ser doados: lisos, ondulados, cacheados, crespos e mesmo os que já foram tingidos ou que possuam outros tipos de química

- Antes de doar o cabelo, lave-o e deixe secar naturalmente

- É necessário o tamanho mínimo de dez centímetros para doação mas, se for repicado, o mínimo é de 15 centímetros

- Mesmo que o cabelo esteja danificado ele pode ser doado, sendo possível recuperá-lo para que também seja utilizado na confecção das perucas

Como doar sangue?
Para doação é só se dirigir ao Hemocentro de Pelotas, na avenida Bento Gonçalves, 4.569.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados