Indicadores

Um homicídio a cada dois dias em Rio Grande

Cúpula da Segurança do RS se reunirá no dia 25 no município para tratar dos indicadores

21 de Janeiro de 2022 - 09h57 Corrigir A + A -

Por: Cíntia Piegas
cintiap@diariopopular.com.br 

Reforço. Operações Integradas atuam no combate a esse tipo de crime  (Foto: Divulgação - DP)

Reforço. Operações Integradas atuam no combate a esse tipo de crime (Foto: Divulgação - DP)

Jovem e com passagem pela polícia. Este é o perfil de quem está perdendo a vida para a criminalidade em Rio Grande. Já são dez homicídios registrados desde o início do ano no município, sendo a maioria por disparos de arma de fogo. Na noite de quarta-feira, W.M.F., 18 anos, entrou na triste lista de investigação da Polícia Civil após ser alvejado. O veículo usado para o cometimento do crime foi incendiado, no bairro Bosque. Na terça-feira, outro jovem foi morto na estrada Roberto Socoowski, por volta do meio-dia. Até ontem, os assassinatos já representavam o dobro de todo janeiro de 2021.

A partir da verificação pela Gestão de Estatística em Segurança (GESeg), do programa RS Seguro, de uma alta incomum dos homicídios em Rio Grande nesses primeiros dias de 2022, a Secretaria da Segurança Pública prepara uma série de ações extraordinárias para o município do Sul do Estado.

Na quinta, o vice-governador e secretário da Segurança Pública, delegado Ranolfo Vieira Jr. (PSDB), recebeu o prefeito de Rio Grande, Fábio Branco (MDB). Os dois dialogaram sobre a preocupação com o movimento fora da curva nos homicídios na cidade e traçaram alinhamento para medidas de pronta resposta e reforço imediato das ações de policiamento ostensivo e repressivo.

No encontro, também ficou agendada para a próxima terça-feira (25), às 9h, no Salão Nobre da prefeitura, uma reunião com a cúpula da Segurança Pública estadual, na qual serão apresentadas novas ações especiais para reforço do policiamento na cidade.

Além de todas as autoridades locais, que já participam do nível municipal (A3) do ciclo de monitoramento da GESeg, a reunião terá as presenças do vice-governador, Ranolfo Vieira Jr., do comandante-geral da Brigada Militar (BM), coronel Vanius Cesar Santarosa, da chefe da Polícia Civil, delegada Nadine Anflor, e do secretário da Justiça e dos Sistemas Penal e Socioeducativo (SJSPS), Mauro Hauschild.

GGI Regional

Também em reunião com o vice-governador, o prefeito de Canguçu, Vinicius Pegoraro (MDB) debateu problemáticas a respeito da segurança pública e da criminalidade no município e na Zona Sul. No encontro ele manifestou, principalmente, a preocupação quanto ao aumento de crimes ocorridos na zona rural de Canguçu e frisou a necessidade da formulação de ações eficazes para o combate do problema. Outro ponto tratado foi o auxílio para custear uma pesquisa de vitimização regional, que deve ter contrato assinado entre Azonasul e governo do Estado até dia 25. Ficou acertada ainda a aquisição de mais uma viatura para a Brigada Militar de Canguçu e debatida a possibilidade de uma nova para a Polícia Civil.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados