Estradas

Região terá contadores de fluxo

Equipamentos eletrônicos serão instalados na BR-116, em Pelotas, e na BR-392, em Rio Grande

09 de Julho de 2019 - 08h33 Corrigir A + A -

Por: Giulliane Viêgas
giulliane.viegas@diariopopular.com.br

Instalação faz parte de um programa nacional da Polícia Rodoviária Federal (Foto: Carlos Queiroz - Infocenter - DP)

Instalação faz parte de um programa nacional da Polícia Rodoviária Federal (Foto: Carlos Queiroz - Infocenter - DP)

A 7ª Delegacia da Polícia Rodoviária Federal (DPRF) vai ampliar o monitoramento nas BRs-116 e 392 com a instalação de quatro equipamentos para controle de tráfego. Segundo o delegado da 7ª DPRF, Fabiano Goia, na BR-116, em Pelotas, dois contadores serão instalados no asfalto, nos quilômetros 497,7 e 511,9. Na BR-392, em Rio Grande, os controladores ficarão nos quilômetros 40,6 e 55,1. A perspectiva é que em breve os contadores sejam instalados nos pontos.

Goia explica que os aparelhos servirão para que a Polícia Rodoviária Federal tenha maior controle do fluxo de veículos que circulam por essas rodovias e para que a PRF possa mapear os horários em que há maior circulação de caminhões de carga. "Facilita nosso mapeamento para ações e inclusive para que possa ser feito um levantamento da jornada de trabalho dos caminhoneiros que passam por aqui", disse. Os equipamentos serão instalados após pedido da PRF.

De acordo com Goia os controladores serão, na verdade, reinstalados uma vez que os trechos já possuíam os aparelhos, mas acabaram sendo retirados por conta de obras e pedágio. Para a reinstalação foi necessária a autorização da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Os contadores não irão controlar a velocidade dos motoristas. "É um equipamento para controle de fluxo, apenas. Não serve para medir a velocidade dos motoristas, que devem trafegar dentro dos limites permitidos", disse.

A instalação dos equipamentos faz parte de um programa nacional de Monitoramento de Controle de Fluxo da Polícia Rodoviária Federal.

Redução de mortes no trânsito
O número de vítimas fatais no trânsito teve redução de 12% em comparação com o mesmo período do ano passado, segundo o DetranRS. Entre os meses de janeiro e abril de 2019, foram 521 óbitos, enquanto em 2018 chegaram a 594. Os dados são do monitoramento da acidentalidade no Estado feito pelo DetranRS. A maior redução observada foi no mês de abril, que passou de 185 óbitos em 2018 para 135 em 2019, ou seja, menos 27%.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados