Melhorias

Região penitenciária de Pelotas recebe novos equipamentos

Foram entregues 267 coletes, além de fuzis e pistolas para distribuição a agentes penitenciários de seis presídios e mais duas instituições

10 de Maio de 2022 - 12h12 Corrigir A + A -
Esta é a primeira entrega dos 4.914 coletes balísticos que devem ser distribuídos até o fim deste mês  (Foto: Divulgação - DP)

Esta é a primeira entrega dos 4.914 coletes balísticos que devem ser distribuídos até o fim deste mês (Foto: Divulgação - DP)

Na manhã desta segunda-feira (9), a 5ª Região Penitenciária, de Pelotas, recebeu 267 coletes balísticos e três fuzis 556, do governo do Estado, por meio da Secretaria de Justiça e Sistemas Penal e Socioeducativo (SJSPS) e da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe). A 5ª região abrange os presídios de Pelotas, Rio Grande, Camaquã, Canguçu, Santa Vitória do Palmar e Jaguarão, além do Instituto Penal de Monitoramento Eletrônico e o Grupo de Intervenção Regional.

O superintendente da Susepe, José Giovani Rodrigues de Souza, destacou que a entrega dos coletes representa mais segurança e proteção aos agentes penitenciários, com melhores condições para que seja realizado o trabalho diário. “É a primeira vez da história da Susepe que os agentes recebem colete para uso próprio. Até então, o equipamento era compartilhado e, por não haver número suficiente para todos que estavam de serviço, era destinado para o servidor que saía da unidade prisional em escolta. Com essa entrega, todo agente passa a ter a proteção durante todo o tempo de trabalho”, pontuou Giovani.

A delegada penitenciária Deisy Vergara pontua que e os equipamentos são de suma importância para o sistema prisional. “Temos muitos desafios ainda pela frente, mas esse apoio para a capacitação faz com que o servidor veja o quanto seu trabalho está sendo reconhecido”, afirmou.

Todos os agentes penitenciários também receberão pistolas Taurus TS9 para uso individual. “Assim que chegarem as munições, realizaremos essa entrega de 4.010 pistolas, que asseguram que os servidores tenham mais segurança no exercício de sua função. Esse investimento demonstra o reconhecimento do governo com a necessidade específica dos profissionais da área”, complementou o superintendente. O investimento nos 4.914 coletes é de R$ 4 milhões, Para a compra das 4.010 pistolas foram investidos R$ 7 milhões.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados