Resposta

Quadrilha é presa após assaltar joalheria em Pelotas

Equipe da Draco foi chamada e, depois de localizar o bando, prendeu quatro homens e duas mulheres

24 de Janeiro de 2022 - 17h41 Corrigir A + A -
Polícia recuperou todo material roubado. (Foto: Divulgação Draco )

Polícia recuperou todo material roubado. (Foto: Divulgação Draco )

Policiais da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) Pelotas, prenderam uma quadrilha que assaltou uma joalheria no Centro da Cidade. Foi na manhã desta segunda-feira (24), no Sítio Floresta. Com o bando, quatro homens e duas mulheres, os agentes encontraram os objetos roubados, armas e drogas.

O roubo ocorreu pela manhã na galeria Satte Alam. Três homens executaram a ação de entrar no estabelecimento e anunciar o assalto. Um casal ficou à espera do trio e os levou até o Sítio Floresta, no bairro Três Vendas. Por lá eles entraram em um apartamento, onde uma segunda mulher esperava. Após informações repassadas pelas vítimas, os agentes passaram a fazer diligências pela cidade. Nesse período, receberam as imagens de câmeras de monitoramento da galeria e encontraram o carro suspeito, que foi abordado. Neles estavam, os suspeitos de serem os autores do roubo.

Com a quadrilha, os agentes da Draco apreenderam quatro armas - três revólveres e uma pistola -, farta quantidade de munições, uma pedra grande de crack, um carro roubado e todo o material subtraído da joalheria, a maior parte relógios. De acordo com o titular da Draco, delegado Rafael Lopes, a resposta rápida da equipe foi de fundamental importância para a prisão da quadrilha. Os homens foram encaminhados ao Presídio Regional de Pelotas e as mulheres à Penitenciária Estadual do Rio Grande (Perg).

Em agosto do ano passado, um assalto a uma joalheria, também no Centro, deixou duas pessoas feridas. O trio de assaltantes fugiu do local atirando. Dois deles foram presos depois pela BM.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados