Flagrantes

PRF prende homem com Ford/Fusion clonado no Chuí

Na quarta-feira, um motorista de caminhão atropelou um servidor que sinalizava a estrada e acabou detido

07 de Fevereiro de 2019 - 12h20 Corrigir A + A -
O motorista que atropelou um funcionário da Ecosul foi detido pela PRF. (Foto: Divulgação - DP)

O motorista que atropelou um funcionário da Ecosul foi detido pela PRF. (Foto: Divulgação - DP)

Policiais rodoviários federais flagraram um Ford/Fusion com sinais identificadores clonados de outro veículo de mesma marca e modelo. Foi na madrugada desta quinta-feira (7), por volta da 1h30, na BR-471, no Chuí.
Ao verificarem a documentação apresentada, os policiais desconfiaram de sua originalidade e decidiram realizar uma fiscalização detalhada no veículo onde constataram a adulteração dos sinais identificadores.

Foi dado voz de prisão em flagrante ao envolvido, um homem de 66 anos de idade, natural de Não-me-toque, que foi apresentado juntamente com o veículo na Polícia Civil. Segundo a PRF, o homem deverá responder pelos crimes de receptação e adulteração de sinais identificadores, ambos com previsão no Código Penal Brasileiro.

Omissão de socorro
Na tarde desta quarta, a PRF foi acionada para atender acidente de trânsito no quilômetro 553, na BR-116, por volta das 16h, em que o motorista de um caminhão atropelou funcionário da concessionária Ecosul que sinalizava obra de manutenção. Os policiais prestaram os primeiros atendimentos da ocorrência e, ao chegar no local, já eram realizados os primeiros-socorros na vítima, que foi encaminhada com lesões graves ao hospital.

Já o condutor do o veículo envolvido evadiu-se sem que seu condutor parasse ou prestasse socorro à vítima, motivando de imediato, diligências em vias vicinais para localizá-lo, fato que veio a ocorrer horas depois, em função do veículo ter atolado a margem de uma estrada. O caminhão Mercedes Benz/L1313, vermelho, emplacado em Pelotas, estava abandonado e seu condutor localizado escondido nas imediações, sendo identificado por testemunhas, posteriormente preso e encaminhado para a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) para lavratura da ocorrência.

O condutor, um homem, de 63 anos, natural de Pelotas, além de ocasionar lesão corporal, não prestou socorro e recusou-se a submeter-se ao teste no equipamento etilômetro, mas confirmou que havia ingerido bebida alcoólica.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados