Cuidado

PRF pede cautela e prudência aos motoristas

Triste histórico do Estado no fim de semana de Dia dos Pais é de uma morte a cada três horas e 25 minutos

10 de Agosto de 2018 - 19h27 Corrigir A + A -

Por: Giulliane Viêgas
giulliane.viegas@diariopopular.com.br

*Com informações da PRF

Motoristas que forem pegar a estrada neste fim de semana devem ter atenção redobrada no trânsito. Isso porque a Polícia Rodoviária Federal (PRF) faz um alerta para o aumento do fluxo de veículos que deverá acontecer durante o final de semana do Dia dos Pais. Segundo a PRF, a maior movimentação deve ocorrer nesta sexta-feira (10), no sábado pela manhã e no domingo à tarde e à noite. Na região, a polícia aponta para a BR-116, em direção ao Sul do Estado, para maior fluxo de veículos.

Conforme levantamento do Departamento Nacional de Trânsito (Detran-RS), no fim de semana especial do Dia dos Pais, o Estado registra uma morte no trânsito a cada três horas e 25 minutos, média de sete óbitos por dia. É a segunda data mais violenta nas estradas gaúchas depois do Dia das Mães, quando são registradas cerca de 8,3 mortes por dia entre sexta, sábado e domingo.

A violência no trânsito coloca Pelotas e Rio Grande em terceiro lugar entre as cidades do Estado com mais mortes no fim de semana de Dia dos Pais, entre o período de 2007 a 2017. De acordo com dados estatísticos do Detran, os dois municípios da Zona Sul - juntos - contabilizam 16 óbitos, sendo oito em cada. Pelotas e Rio Grande ficam atrás de Porto Alegre, com 21, e Passo Fundo, com 14 mortes. Nos últimos dez anos, 236 morreram no fim de semana de Dia dos Pais.

Para a segurança dos motoristas, a PRF realiza ações direcionadas aos locais e horários de maior acidentalidade, com foco em coibir imprudências, como a alta velocidade, ultrapassagens irregulares e embriaguez ao volante. A orientação aos condutores é de que revisem seus veículos antes de iniciar a viagem, conferindo itens de segurança como estado de conservação dos pneus e dos limpadores de para-brisas.

A Polícia Rodoviária Federal orienta os motoristas que evitem a rodovia nos dias e horários de maior fluxo. E recomenda prudência e cautela. A estimativa da Ecosul é de que 80 mil veículos circulem no polo Pelotas.

1PRF1


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados