Crueldade

Preso segundo envolvido na morte de casal em Jaguarão

O filho das vítimas, que confessou ter arquitetado o duplo homicídio, já está preso

15 de Setembro de 2020 - 10h36 Corrigir A + A -
Preso pode ser o autor dos disparos. (Foto: Divulgação PC)

Preso pode ser o autor dos disparos. (Foto: Divulgação PC)

O segundo envolvido no duplo homicídio ocorrido na última sexta-feira, dia 11, em Jaguarão, foi preso preventivamente pela Polícia Civil. Segundo a delegada responsável pelo caso, Juliana Garrastazu Ribeiro, foi cumprido mandado de busca e apreensão na residência do suspeito, local onde foram apreendidos três estojos deflagrados de munição calibre 22, exatamente o calibre da arma de fogo utilizada no crime.

Na sexta-feira, Paulo Adão Almada Moraes, 50 anos, e Manoela Renata Araújo Chagas, de 40 anos, foram alvejados na cabeça enquanto dormiam. Eles chegaram a ser socorridos, mas morreram no hospital. Inicialmente a polícia trabalhou com a hipótese de duplo latrocínio, uma vez que a caminhonete da família foi levada e posteriormente abandonada. Porém, a cena do crime e as inconsistências no depoimento do filho das vítimas, somadas a relatos de informantes, levaram a polícia à desconfiar se seria um roubo. "Contamos com a colaboração de informantes e depoimentos de outras pessoas, como a namorada dele e da filha mais nova do casal que estavam na casa, e que contaram outras histórias o que culminou com a confissão do filho de 20 anos", esclareceu a delegada.

O jovem foi preso na madrugada de domingo (13). Segundo a autoridade policial, ele planejava o crime há aproximadamente dois anos, desde quando estava tentando cooptar alguém para a execução de seu plano. Os motivos do crime ainda não foram suficientemente esclarecidos.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados