Draco

Polícia Civil realiza mega operação em dois condomínios em Pelotas

São 600 policiais civis e 50 militares que participam do cumprimento de 480 mandados de busca e apreensão; até o momento há 18 detidos

23 de Abril de 2019 - 08h08 Corrigir A + A -
Policiais cumprem dois mandados coletivos que representam 480 buscas e apreensões. (Foto: Divulgação)

Policiais cumprem dois mandados coletivos que representam 480 buscas e apreensões. (Foto: Divulgação)

Até  o momento são mais de 15 detidos. (Foto: Polícia Civil)

Até o momento são mais de 15 detidos. (Foto: Polícia Civil)

Seiscentos policiais civis estão nas ruas de Pelotas desde às 5h desta terça-feira em uma mega operação contra o crime organizado. A coordenação é da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) e conta com a participação da chefe de Polícia do Estado, delegada Nadine Anflor.

A Operação Hermanos surgiu para cumprir dois mandados de busca e apreensão coletivos em dois condomínios de apartamentos, totalizando 480 buscas. A ação decorre de investigação acerca da atuação de organização criminosa que extorquia e ameaçava pessoas nos residenciais Montevideo e Buenos Aires, inclusive expulsando os moradores.

Verificou-se, durante as investigações, que muitos apartamentos serviam como esconderijos de foragidos e armas de fogo. A ação policial, além de repressiva, objetiva devolver os condomínios aos seus moradores de bem, que são a maioria.

Participam dos trabalhos, além dos 600 policiais civis, 50 policiais militares de várias regiões do Estado, tratando-se da maior operação policial já implementada no sul do Estado. Até o momento tem 18 pessoas detidas. 

Aguarde mais informações

 


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados