Pandemia

Perg tem surto de Covid com 27 infectados

Secretário de Saúde de Rio Grande, Maicon Lemos, informa que cem presos estão em isolamento

29 de Julho de 2020 - 19h51 Corrigir A + A -

Por: Redação
web@diariopopular.com.br

Contágio: 300 testes, entre PCR e rápidos, serão realizados na casa prisional (Foto: Infocenter DP)

Contágio: 300 testes, entre PCR e rápidos, serão realizados na casa prisional (Foto: Infocenter DP)

O último boletim sobre a Covid-19 no Sistema Penitenciário do Estado, divulgado pela Superintendência dos Serviços Penitenciários (Suspe) e pela Secretaria de Administração Penitenciária (Seapen), aponta que 16 detentos da Penitenciária Estadual do Rio Grande (Perg) estão contaminados pelo novo coronavírus. Todos já estavam em isolamento e são assintomáticos, segundo informou a assessoria de comunicação da Superintendência. Onze servidores da casa de detenção também estão infectados, cumprindo quarentena, totalizando 27 infectados.

Conforme o secretário de Saúde de Rio Grande, Maicon Lemos, cem detentos estão isolados, sendo considerados suspeitos, aguardando a testagem de PCR e testes rápidos. Ao todo serão 300 aplicações. Para o secretário, pelo número de infectados, a situação já configura um surto. “Esse fato já foi comunicado ao Poder Judiciário para que se tome uma decisão sobre a entrada de novos presos, para fazermos o cerceamento do surto”, disse.

A equipe de saúde prisional, formada por 15 profissionais, segue atuando no local, através do monitoramento da saúde dos presos e na aplicação de testes.

Na área de abrangência da 5ª Delegacia Penitenciária Regional, além de Rio Grande, somente o Presídio Estadual de Jaguarão aponta três casos suspeitos. Em Pelotas, Canguçu, Santa Vitória do Palmar e Camaquã não há registros de infectados.

Pelo último levantamento, o sistema carcerário no Estado apresentava até terça-feira 722 infectados, sendo a maior parte no Penitenciária Estadual de Jacuí, com 324 casos. Foram aplicados 4.094 testes, sendo 3.351 descartados. Houve o registro de dois óbitos.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados