Alerta

Para conter a onda de crimes em Rio Grande

Nos 14 primeiros dias do mês, o município ultrapassou o total de homicídios de janeiro de 2021

14 de Janeiro de 2022 - 22h25 Corrigir A + A -

Por: Cíntia Piegas
cintiap@diariopopular.com.br 

Resultado.Desde o início do mês, o 6º BPM já apreendeu
13 armas. (Foto: Divulgação - DP)

Resultado.Desde o início do mês, o 6º BPM já apreendeu 13 armas. (Foto: Divulgação - DP)

Uma onda de crimes violentos marcou os primeiros 14 em Rio Grande. Seis pessoas foram assassinadas, sendo uma delas em confronto com a Brigada Militar, pois estava envolvida em um dos homicídios. A Polícia Civil está investigando todos os casos e dois deles já estão com autoria definida. Outros dois estão sendo investigados pela 2ª Delegacia de Polícia. O quinto crime foi uma tentativa de homicídio, ocorrida no domingo, na Ilha dos Marinheiros. A vítima foi atingida por disparos de arma de fogo e ficou internada em estado grave até quinta, quando faleceu. Já na tarde de sexta-feira, mais um assassinato foi registrado, no bairro Castelo Branco. Um homem foi morto a tiros no início da tarde. Com isso, janeiro deste ano já supera o total de assassinatos do mesmo mês de 2021, com cinco mortes violentas. De acordo com o titular da 2ª Delegacia de Polícia, delegado Ronaldo Coelho, dos seis crimes registrados, cinco estão ligados ao tráfico de drogas.

Para segurar os indicadores negativos, o 6º Batalhão de Polícia Militar já apreendeu, em 13 dias, 14 armas de fogo com munições. As ações contaram com o apoio de PMs do 5º BPChq. Para o comando, o resultado mostra a capacidade de resposta da corporação frente ao aumento de alguns indicadores de criminalidade. Comparando com os dez primeiros dias do ano de 2021, o aumento de apreensões de arma de fogo é de 240%. Se o comparativo é com 2020, o a alta chega a 300%.

As apreensões foram feitas em diferentes bairros, embora as ações tenham dado ênfase aos locais de maior incidência criminal. Segundo o comandante do 6º BPM, major Marcelo Nunes Ferreira, as apreensões contribuem com o esforço de redução dos homicídios e com o objetivo de uma comunidade mais segura.

Integração

Esta semana, uma operação integrada com a Polícia Civil, agentes da Susepe, agentes de Trânsito, GM, Batalhão de Aviação da BM, 5º BPChq, Patram e Batalhão Rodoviário da BM, marcou mais uma ação de combate ao aumento dos crimes violentos letais intencionais (CVLIs) no município. Ao longo de toda a operação não foram registrados crimes de roubo ou contra a vida. Houve fiscalização em estabelecimentos de desmanche veicular e reciclagem de resíduos sólidos. Ao todo foram 266 pessoas abordadas e 116 veículos fiscalizados. Duas pessoas foram presas, sendo que uma delas pela 12ª vez pelo mesmo crime. A BM atende denúncias anônimas pelo telefone (53) 3231-2750 ou pelo 190.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados