Combate ao crime

Operação Tamoio II apreende mais de uma tonelada de drogas

A ação da PRF no Estado em seis dias resultou ainda na apreensão de R$ 1 milhão sem procedência

29 de Junho de 2020 - 14h34 Corrigir A + A -
Agentes da PRF retiraram de circulação mais de 924 quilos de maconha. (Foto:Divulgação PRF)

Agentes da PRF retiraram de circulação mais de 924 quilos de maconha. (Foto:Divulgação PRF)

A Operação Tamoio II, que ocorreu de 21 a 26 deste mês e contou com mais de 400 policiais Rodoviários Federais atuando no Estado, apreendeu mais de uma tonelada de drogas. A ação incluiu agentes do serviço de inteligência, da área operacional e de grupos especializados, além do emprego de cães farejadores, uma aeronave policial, drones e agentes com treinamento especializado no combate ao tráfico de drogas e armas.

Durante o curso da operação, os agentes da PRF retiraram de circulação mais de 924 quilos de maconha, 166 quilos de cocaína, quase meia tonelada de agrotóxicos contrabandeados, recuperaram oito veículos roubados e prenderam 113 criminosos envolvidos nos mais diversos crimes. Ainda, 50 mil dólares e mais de R$ 796 mil, sem comprovação de origem foram apreendidos.

A operação registrou mais de 2,4 mil veículos abordados e 3,6 mil pessoas fiscalizadas. Foram lavrados mais de 1,4 mil autos de infração de trânsito, sendo 212 por ultrapassagens proibidas. As colisões frontais estão entre as principais causas de mortes no trânsito e são usualmente causadas por ultrapassagens indevidas. Também foram autuados 21 condutores por embriaguez ao volante, outra causa frequente de violência no trânsito.

Tamoio
O nome Tamoio vem do Tupi Guarani TAMUÍA, que significa o avô, o antepassado. A Confederação dos Tamoios foi uma aliança de tribos indígenas firmada com o objetivo de combater os portugueses e outras tribos que os apoiavam. A referência é em relação à aliança dos grupos especializados da PRF unidos nessa operação.

Entenda a Operação Tamoio
A Polícia Rodoviária Federal, em atividade denominada Operação Tamoio, vem executando ações de combate ao crime, especialmente ao tráfico de drogas e armamentos, com emprego contínuo dos agentes de inteligência e com a utilização prioritária de recursos especializados (agentes e equipamentos).


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados