Polícia

Operação Sintética combate o tráfico

Quase cem policiais foram mobibilizados em municípios da Zona Sul do Estado, em Porto Alegre e Florianópolis

18 de Novembro de 2020 - 20h38 Corrigir A + A -
Foram apreendidos 22 quilos de maconha e vários outros tipos de droga (Foto: Divulgação - PF)

Foram apreendidos 22 quilos de maconha e vários outros tipos de droga (Foto: Divulgação - PF)

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (18) a Operação Sintética, para desarticular organização criminosa investigada pelo tráfico de ecstasy, skunk e armas no Rio Grande do Sul, principalmente em municípios da fronteira Sul do Estado.

Foram mobilizados 90 policiais federais na execução de oito mandados de prisão preventiva e 20 de busca e apreensão nos municípios de Rio Grande, Bagé, Jaguarão, Santa Vitória do Palmar e Porto Alegre, e também em Florianópolis, no Estado de Santa Catarina.

A investigação, iniciada em junho, constatou que a organização utilizava o serviço de encomendas por ônibus intermunicipais para remeter drogas e armas para outras cidades da região. No decorrer dos trabalhos investigatórios foi realizada uma apreensão de skunk no município de Jaguarão, duas apreensões de ecstasy em Bagé e a apreensão de um revólver calibre 38, com número de série raspado, em Porto Alegre.

Um dos investigados na Operação Sintética foi morto em confronto com a Brigada Militar, em Rio Grande, quando portava cerca de cinco quilos de maconha e um quilo de cocaína. Todas as prisões preventivas foram cumpridas e houve mais duas prisões em flagrante, por tráfico de drogas, sendo que um dos presos tinha contra si mandado de prisão.

Apreensões da Operação Sintética

22 quilos de maconha
220 gramas de cocaína
2.100 comprimidos de ecstasy
345 gramas de MDMA em forma de cristal
37 gramas de MDMA em pó
14 pontos de LSD
R$ 12 mil
58 mil pesos uruguaios
Munição calibre 38
Balança de precisão e outros apetrechos


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados