Violência

Médica do HE-UFPel é denunciada na Deam

Mulher do acusado de agredir Scilla Lazzarotto registrou boletim de ocorrência por violência obstétrica

03 de Junho de 2020 - 18h59 Corrigir A + A -

Por: Redação
web@diariopopular.com.br

Vídeo publicado no perfil do casal teve mais de 1,2 mil compartilhamentos (Foto: Reprodução)

Vídeo publicado no perfil do casal teve mais de 1,2 mil compartilhamentos (Foto: Reprodução)

A mulher do acusado de agredir a médica do Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas (HE-UFPel), Scilla Lazzarotto, no último dia 29 de maio, registrou boletim de ocorrência na Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) de violência obstétrica, após prestar depoimento.

Em um vídeo divulgado no perfil do Facebook da paciente, o casal relata a situação durante o parto e refere-se à ação como "abuso obstétrico". Na publicação, a mulher afirma ter pedido ao marido para que não deixasse mais a médica encostar nela.

Na sequência da gravação, o próprio acusado narra toda a situação. Ele diz ter ter pedido várias vezes para que fosse feita a cesárea e, ao ouvir a médica dizer que se tratava de um parto de risco, acabou empurrando a profissional. “Eu não estava armado”, apontou.

De acordo com a titular da Deam, Márcia Chiviacowsky, em depoimento, a médica diz não ter visto arma. A advogada de Scilla Lazzarotto disse à reportagem que a médica não irá se manifestar. O caso continua em investigação na Especializada.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados