Tribunal

Júri absolve dois acusados de participar da morte de Thainã Leal

O terceiro acusado de matar o rapaz é um adolescente de 16 anos que foi condenado e encaminhado ao Centro de Atendimento Socioeducativo

13 de Março de 2019 - 16h58 Corrigir A + A -

Por: Giulliane Viêgas
giulliane.viegas@diariopopular.com.br

O Tribunal do Júri absolveu dois dos três acusados de assassinar o jovem Thainã Escobar Leal, 16, no dia 24 de junho do ano passado. Thainã morreu após ser espancado com chutes, pontapés e  um pedaço de pau, no bairro Fragata, depois de uma briga. O terceiro acusado de matar o rapaz é um adolescente de 16 anos que foi condenado e encaminhado ao Centro de Atendimento Socioeducativo (Case). Ele foi apontado como autor dos golpes que mataram Leal.

De acordo com o promotor José Olavo dos Passos, os acusados foram denunciados por homicídio duplamente qualificado e corrupção de menores. No entanto, o Ministério Público (MP) pediu a desclassificação do homicídio para lesão corporal seguida de morte. Conforme o promotor, os jurados entenderam que os jovens não concorreram para a morte e absolveram os acusados dos crimes. José Olavo disse que vai recorrer da decisão ao Tribunal de Justiça.  

Dias após o crime, os jovens L.B.A, 20 e M.G.L.L, 19, confessaram à Polícia Civil participação no assassinato e foram recolhidos ao Presídio Regional de Pelotas (PRP).

Relembre

A vítima caminhava com a namorada e amigos pela avenida Duque de Caxias quando se envolveram em uma briga. Após serem perseguidos por diversos homens, Thainã foi alcançado e espancado brutalmente até a morte. No local do fato foi apreendido um pedaço de pau.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados