Violência

Jovem é esfaqueada e tem o cabelo cortado em Capão do Leão

As supostas agressoras são mãe e filha de 42 e 22 anos, respectivamente; ainda não há informações sobre o que teria motivado a violência

23 de Janeiro de 2020 - 14h30 Corrigir A + A -

Por: Giulliane Viêgas
giulliane.viegas@diariopopular.com.br

Uma jovem de 24 anos foi esfaqueada e teve o cabelo cortado por duas mulheres - mãe e filha - nesta quinta-feira, no Capão do Leão. De acordo com o registro de ocorrência, a Brigada Militar (BM) foi acionada via Sala de Operações e ao chegar no local encontrou a vítima esfaqueada nos braços e nas pernas. Além dos golpes de faca, a jovem teve o cabelo cortado pelas mulheres.

Aos PMs, a vítima disse que conhece as agressoras e caminhava pela via pública quando foi pega de surpresa, derrubada no chão, esfaqueada e agredida. A jovem foi socorrida pela Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhada ao Pronto-Socorro de Pelotas (PSP). As supostas agressoras são mãe e filha de 42 e 22 anos, respectivamente. 

Na tarde desta quinta, mãe e filha se apresenataram na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) para contar suas versões. Em depoimento, a mulher de 42 anos negou as agressões provocadas por faca e também negou que tenha cortado o cabelo da jovem de 24 anos. Ela contou aos policiais que estava com a filha na parada do ônibus quando a vítima começou a provocar, fazer gestos e agredir a filha. Com as agressões, a mulher, então, interveio e passou a desferir tapas e socos na jovem. Aos agentes, ela negou que tenha esfaqueado e afirmou que os ferimentos foram provocados por pedras, já que elas rolaram no chão. Além disso, disse que não cortou os cabelos da jovem que foi encaminhada ao PSP devido às lesões. 

Já a filha, de 22 anos, contou que a vítima passou a fazer gestos e a teria empurrado, momento em que a mãe interveio com agressões. Ela disse em depoimento que não viu como a mãe teria desferido os golpes mas que viu a mulher pegando os cabelos da jovem. Segundo o relato, em uma outra ocasião, a vítima teria agredido uma das mulheres. Mãe e filha foram ouvidas e liberadas em seguida. 

A Polícia Civil do Capão do Leão investiga o caso. 


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados