Mudança

Guarda Municipal de Rio Grande se prepara para atuar armada

Curso de capacitação começa na próxima semana. Previsão é ter agentes com armas já no início de 2023

30 de Julho de 2022 - 14h03 Corrigir A + A -
Aula inaugural do curso de formação de guardas municipais para o uso de arma de fogo ocorre nesta segunda-feira (Foto: Richard Furtado - PMRG)

Aula inaugural do curso de formação de guardas municipais para o uso de arma de fogo ocorre nesta segunda-feira (Foto: Richard Furtado - PMRG)

Foi dado o primeiro passo para a prefeitura de Rio Grande armar a Guarda Municipal. Tendo a segurança da população como uma das prioridades da cidade é que começa, a partir de segunda-feira (1º), a aula inaugural do curso de formação dos agentes. A projeção é que o efetivo já esteja trabalhando armado no início de 2023.

“Durante o curso, vamos realizar todo o processo de compra das pistolas calibre 9 mm, que são as mais modernas e eficientes do mercado. Queremos guardas bem preparados e bem equipados, para combater a criminalidade e aumentar a sensação de segurança na cidade”, afirma o prefeito Fábio Branco (MDB). Segundo o secretário municipal de Segurança, Mobilidade e a Acessibilidade, Anderson Castro, além das pistolas a prefeitura deverá adquirir coletes à prova de balas, munições e novas motocicletas.

Parceria
O curso de qualificação é dividido em três fases e será ministrado por agentes da Guarda Municipal de Gravataí. Para isso, um convênio foi firmado entre as duas prefeituras. “Gravataí tem essa expertise de ensino e é responsável pela formação de agentes em outras cidades, como Novo Hamburgo e Campo Bom. Organizamos uma divisão de ensino aqui em Rio Grande para realizar esse treinamento, mas também para promover a capacitação e a atualização constante do efetivo da nossa guarda. A partir disso estaremos aptos a formar as próximas turmas”, enfatiza o secretário.

O curso
A primeira fase é voltada à qualificação dos agentes nos conteúdos exigidos pela matriz curricular da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp). Trinta agentes que não participaram de nenhuma etapa da matriz Senasp terão 1.085 horas de aulas. Outros 25 agentes que já haviam concluído essa etapa anteriormente, e que foram pré-selecionados pela prefeitura, farão apenas um módulo de atualização, que soma 80 horas.

Na segunda fase, os 55 agentes passarão por avaliações psicológicas, feitas por profissionais cadastrados junto à Polícia Federal. Os aprovados nessas duas etapas passam para a fase final da qualificação, que é a prática de tiro. A expectativa é de que, na primeira turma, até 30 agentes façam a habilitação.

Novas pistolas
Alinhada à migração das principais forças de segurança nacional, a prefeitura optou pela pistola calibre 9 mm, em função da maior precisão e controle, além do poder de defesa. O armamento também é considerado um dos mais modernos em inovação e confiabilidade.

No Brasil
A última edição da Pesquisa de Informações Básicas Municipais, do IBGE mostra que um em cada cinco municípios brasileiros conta com Guarda Municipal. Destas 1.188 cidades, apenas 22,4% possui guardas armadas.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados