Entorpecentes

Draco realiza Operação Stella na Região

Um dos investigados é responsável por armazenar drogas e armas em Pelotas

15 de Outubro de 2020 - 10h11 Corrigir A + A -
Estão sendo cumpridas 24 ordens judiciais, sendo nove mandados de prisão preventiva, e 15 mandados de busca e apreensão, nos municípios de Pelotas, Rio Grande e Piratini. (Foto: Divulgação Polícia Cívil)

Estão sendo cumpridas 24 ordens judiciais, sendo nove mandados de prisão preventiva, e 15 mandados de busca e apreensão, nos municípios de Pelotas, Rio Grande e Piratini. (Foto: Divulgação Polícia Cívil)

Após três meses de investigações, a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas(Draco) Pelotas, deflagrou a Operação Stella, com foco num grupo criminoso organizado para a prática do tráfico de drogas e outros crimes. De acordo com as investigações, um homem de 53 anos, preso atualmente do Presídio Regional de Pelotas (PRP), era responsável por armazenar drogas e armas em Pelotas, materiais ilícitos que eram distribuídos em municípios da região de Pelotas, principalmente Piratini.

Com todas as diligências efetuadas, foi possível identificar os fornecedores da droga armazenada em Pelotas, dois de Rio Grande, e outros dois de Pelotas. Atualmente, um deles encontra-se cumprindo pena no regime semiaberto, com uso da tornozeleira eletrônica, outro está recolhido na PASC, e outros dois cumprem pena no PRP.

Ao longo das investigações, três pessoas foram presas em flagrante, sendo apreendidas armas e mais de um quilo de cocaína. Na manhã desta quinta-feira (15), são cumpridas 24 ordens judiciais, sendo nove mandados de prisão preventiva, e 15 mandados de busca e apreensão, nos municípios de Pelotas, Rio Grande e Piratini.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados