Lembrança

Caso Cláudia Hartleben completa quatro anos

Em março deste ano, o Ministério Público (MP) anunciou o arquivamento do caso, mas, conforme contou o promotor José Olavo dos Passos, ele poderá ser reaberto se surgirem fatos novos

09 de Abril de 2019 - 10h00 Corrigir A + A -

Por: Giulliane Viêgas
giulliane.viegas@diariopopular.com.br

 Após quatro anos de angústia e da ausência da filha, a mãe da professora Cláudia, Zilá Hartleben, disse que busca forças e conforto na doutrina espírita. (Foto: Divulgação - DP)

Após quatro anos de angústia e da ausência da filha, a mãe da professora Cláudia, Zilá Hartleben, disse que busca forças e conforto na doutrina espírita. (Foto: Divulgação - DP)

O desaparecimento de Cláudia Pinho Hartleben, professora da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), completa nesta terça-feira (9) quatro anos. A docente desapareceu no dia 9 de abril de 2015, após chegar na casa em que morava, na avenida Fernando Osório, retirar as joias e se preparar para um banho. Em março deste ano, o Ministério Público (MP) anunciou o arquivamento do caso, mas, conforme contou o promotor José Olavo dos Passos, ele poderá ser reaberto se surgirem fatos novos.

Para o MP, não há dúvidas do envolvimento do filho e do ex-marido no desaparecimento. Após quatro anos de angústia e da ausência da filha, a mãe da professora Cláudia, Zilá Hartleben, disse que busca forças e conforto na doutrina espírita. “Me traz paz e alivia meu coração.” Assim como em outros anos, Zilá escreve cartas para amenizar a dor e a saudade da filha. Leia na íntegra.

Cláudia, minha filha. Quatro anos!

A Justiça da Terra não conseguiu, apesar de todo esforço, provas suficientes para encontrar a materialidade do crime praticado contra ti.

Vamos encerrar este ciclo, filha, e vamos direcionar nossas forças para a Justiça divina, esta não tem incertezas, não falha. Luta, filha, aí onde tu te encontras agora e faz o mesmo que fizeste aqui na Terra. Trabalha, estuda e ama. Vence aí também todos os obstáculos, chegando onde chegaste aqui, conquistando os melhores lugares.

Deixa aí também o teu legado. Vais conseguir, filha. Aqui sempre foste vencedora, aí não será diferente. Que Jesus te abençõe e te guarde e Maria Santíssima te cubra com seu sagrado manto. Paz e luz, filha. Te amamos, mãe!


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados