Resgate

Bombeiros salvam cusco de incêndio na Guabiroba

Cachorro foi localizado em meio às chamas pelo sargento Cavalheiro, um predestinado a resgatar animais em Pelotas

03 de Julho de 2020 - 23h35 Corrigir A + A -
Incêndio aconteceu em um sobrado no conjunto habitacional localizado em frente à escola Luís Corrêa e Silva (Foto: Ígor Islabão - Jornal da Guabiroba)

Incêndio aconteceu em um sobrado no conjunto habitacional localizado em frente à escola Luís Corrêa e Silva (Foto: Ígor Islabão - Jornal da Guabiroba)

A noite fria desta sexta-feira (3) foi de susto e alívio na Guabiroba, em Pelotas. O susto ficou por conta de um incêndio, que atingiu um sobrado em um conjunto habitacional. O alívio veio logo em seguida, quando o cachorro da família foi salvo pelos bombeiros.

O fogo começou um pouco antes das 20h na residência localizada à rua Doutor Arnaldo da Silva Ferreira, em frente à escola Luís Carlos Corrêa da Silva. O Corpo de Bombeiros foi chamado e teve o apoio da Guarda Municipal e de uma equipe da CEEE. Duas guarnições atuaram no combate ao fogo - uma do Fragata e uma do Centro. As chamas consumiram a sala e um quarto da moradia, mas ninguém ficou ferido.

Em meio à cena triste da ocorrência, houve também um motivo de alegria. A equipe dos bombeiros entrou no sobrado e, em meio à fumaça, realizou uma varredura no espaço. Aparentemente, não havia pessoas ou animais para resgatar. Mas havia. "E é aí que entra a missão do líder. Insistir na busca, procurar até o fim. No último cômodo da casa, onde estava difícil o acesso, eu vi o cachorrinho, em meio às chamas, quase sem ar", conta o sargento Gilnei Cavalheiro, comandante da guarnição de serviço.

O sargento conseguiu livrar o cusco, da raça pug, do que o prendia e levá-lo em segurança de volta à família. O resgate foi comemorado por moradores que acompanhavam a ação na Guabiroba.

Não é a primeira vez

Salvar pessoas e resgatar animais faz parte do cotidiano dos bombeiros. E mais ainda da vida do sargento Cavalheiro. Natural de Santa Maria, o militar mora há mais de duas décadas em Pelotas. Aqui na cidade, este foi o quarto cachorro salvo por ele em ocorrências de incêndio.

No ano passado, inclusive, a corporação recebeu uma homenagem na Câmara e Gilnei foi lembrado pela vereadora Cristina Oliveira (PDT), que destacou uma ação em particular. "Não podemos deixar de lembrar o ato heróico e exemplar desempenhado pela companhia do sargento Cavalheiro, em junho deste ano, no residencial Azaleia", apontou a parlamentar.

O ato ao qual ela se refere foi um incêndio no quarto andar do conjunto, localizado no Dunas, bairro Areal. Em meio à ocorrência, o sargento entrou no apartamento e encontrou um cão, embaixo de um colchão, buscando se proteger das chamas. O animal foi resgatado com vida. "É preciso procurar até o fim", repetiu o sargento.

ISLAB?O1Equipe que atuou no incêndio com o cusco resgatado (Foto: Ígos Islabão - Jornal da Guabiroba)

Na Guabiroba, após descer as escadas com o cusco nas mãos e entregá-lo aos donos, sargento Cavalheiro conversou com o jornalista Ígor Islabão, do Jornal da Guabiroba (veja no vídeo abaixo). Em meio à emoção do momento, o militar enfrentou outra dificuldade: a de falar sobre o serviço desempenhado com sucesso. "Sem palavras. São 30 anos de serviço. São diversas pessoas e diversos animais que a gente resgata. Sem palavras... Deus é bom em tudo o que faz."

Veja o vídeo:


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados