Violência contra mulher

BM faz grande apreensão de munições em Santana da Boa Vista

Foi durante atendimento a uma ocorrência de Maria da Penha no interior do município; o acusado conseguiu fugir

25 de Junho de 2020 - 10h56 Corrigir A + A -
Material apreendido pela BM foi entregue na Delegacia de Polícia. (Foto: Divulgação PC)

Material apreendido pela BM foi entregue na Delegacia de Polícia. (Foto: Divulgação PC)

A Brigada Militar de Santana da Boa Vista fez a maior apreensão de munições do ano durante o atendimento de violência contra mulher, no interior do município. Foi na quarta-feira (24) quando vizinhos da vítima chamaram a guarnição pelo 190. Segundo o sargento Alex Derzette, eles ouviram gritos da mulher e resolveram denunciar. O fato ocorreu na localidade da Serra dos Vargas, distante 30 quilômetros da cidade.

Ao chegar no local, a BM encontrou a vítima, proprietária da residência, bastante machucada. Ela permitiu a entrada dos policiais militares que localizaram uma grande quantidade de munição. Foram cerca de 300 cartuchos de calibre 12, um cartucho calibre 22, um cartucho calibre 38, 30 cartuchos calibre 20, buchas plásticas e papelão para recarga de cartuchos, cerca de três quilos de chumbo 3T, cerca de três quilos de chumbo 5, cerca de um quilo de chumbo 7, cerca de 100 gramas de pólvora, quatro cartuchos calibre 28, carregado um aparelho para espoletar, 298 espoletas 209; 93 espoletas tupan número 5 ,11 choke calibre 20 com uma chaveta, sete medidas para pólvora, uma porção de cera para lacrar cartucho, uma tabela de peso de medida de pólvora, um kit manutenção para limpeza de armamento, um calibrador de cartucho calibre 20, dois tocadores de pólvora, 11 cartuchos de calibre 20 vazios, três cartuchos recarregados, cerca de três sacolas de cartuchos usados calibre 12, cerca de 130 cartuchos, dois cartuchos vazios de calibre 38, um martelo de alumínio, uma carabina de ar comprimido calibre 5.5, um virolador calibre 28 CBC e um tatu.

Ainda segundo o sargento da BM, suspeita-se que o autor das agressões seja caçador ou armeiro e que ele teria fugido para o mato no momento que viu a viatura da BM. O caso agora é investigado pela responsável pela Delegacia de Polícia de Santana da Boa Vista, Débora Dias. O material apreendido foi entregue na delegacia, onde foi feito o registro juntamente com a Maria da Penha. A vítima foi atendida no Hospital de Pronto Socorro do município, de onde após tratar as lesões foi liberada. Familiares a levaram para outra localidade.

 


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados