Prisão

Acusado de matar cão Costela se apresenta à polícia

Ele já está na Penitenciária Estadual do Rio Grande (Perg)

23 de Maio de 2022 - 17h29 Corrigir A + A -
Costela foi morto a pauladas no dia 15 de janeiro deste ano (Foto:Divulgação arquivo particular)

Costela foi morto a pauladas no dia 15 de janeiro deste ano (Foto:Divulgação arquivo particular)

O acusado de causar a morte em Rio Grande, do cãozinho Costela, da raça Bulldog inglês, se apresentou acompanhado de um advogado, na manhã desta segunda-feira (23), ao titular da 2ª Delegacia de Polícia (Parque Marinha), delegado Ronaldo Coelho. Segundo informações da delegada regional, Lígia Furlanetto, ele já se encontra na Penitenciária Estadual de Rio Grande (Perg).

A prisão do acusado foi determinado no dia 19 de maio, peloTribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, através da 4ª Câmara Criminal, que dessa forma acolheu recurso do Ministério Público, determinando, por dois votos a favor e um contra, a prisão do autor do crime de maus-tratos que resultou na morte de Costela. O pedido havia sido rejeitado em 1ª instância, através do juiz Roger Xavier, titular da 2ª Vara de Execuções Criminais (VEC).

O crimeO crime foi cometido no dia 15 de janeiro, em uma garagem coletiva de Rio Grande, quando Costela sofreu diversos golpes com um instrumento semelhante a um porrete, até não resistir. O assassinato foi captado por uma câmera de videomonitoramento e mostra a ação do criminoso quando o cão, de três anos, apenas corria de um lado para outro, como se estivesse brincando.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados