Criminalidade

À exceção de Rio Grande, RS tem queda nos homicídios

Pelotas não contabilizou nenhum assassinato no mês de abril

12 de Maio de 2022 - 21h36 Corrigir A + A -
Trabalho intensivo reduziu índice de homicídios na maioria das cidades gaúchas (Foto: Divulgação - DP)

Trabalho intensivo reduziu índice de homicídios na maioria das cidades gaúchas (Foto: Divulgação - DP)

Abril encerrou com tendência de queda nos homicídios no Estado, à exceção de Rio Grande, que já contabilizou 43 mortes violentas até o final do referido mês e mais três em maio, somando até esta quinta-feira (12), 46 crimes. No resto do Rio Grande do Sul, o número de vítimas caiu 11,6%, de 129 em abril de 2021 para 114 neste ano. Na soma de janeiro a abril, o RS também registra queda nos assassinatos, de 564 no ano passado para 544 agora (-3,5%).

Entre os 23 municípios priorizados para monitoramento intensivo pela Gestão de Estatística em Segurança (GESeg), nove encerraram o mês sem nenhum assassinato _ Pelotas, Cachoeirinha, Esteio, Gravataí, Guaíba, Ijuí, Lajeado, Novo Hamburgo e Viamão. Em Pelotas, de janeiro até ontem, foram registradas cinco mortes violentas. No ano passado, no mesmo período, eram nove.

Latrocínios têm alta
O número de roubos com morte (latrocínio) no mês passou de três, em 2021, para seis neste ano (100%). Foram 20 casos em todo o Estado nos primeiros quatro meses deste ano, um a menos que no mesmo período de 2021. Em abril, dos seis casos registrados, cinco já estão elucidados e com suspeitos presos.

Roubo de veículos
O roubo de veículos teve nova queda recorde em abril. Foram 328 casos em todo o Estado, 23% menos que os 426 registrados no mesmo mês em 2021 - o dado atual é o menor já contabilizado desde o início da série histórica para o mês, em 2002. No acumulado, o cenário é semelhante. Houve redução de 20,9% em relação ao período de janeiro a abril do ano passado, com queda de 1.936 ocorrências para 1.532.

Roubo a transporte
Em todo o Rio Grande do Sul, houve 47 ocorrências, menos da metade (53%) dos cem casos registrados no mesmo mês de 2021. Desde janeiro, o RS soma 233 roubos, abaixo dos 426 casos registrados entre janeiro e abril do ano passado.

Abigeatos no RS
Os furtos de gado caíram de 468 para 333 - esta última marca, a menor da série histórica de abigeatos para o mês, iniciada há uma década.

Redução de feminicídios
Os feminicídios voltaram a cair em abril. Houve nove vítimas de assassinatos, cinco a menos que as 14 de abril do ano passado, o que representa baixa de 35,7%. A diminuição ainda não foi suficiente para reverter o cenário no acumulado desde janeiro, que ainda contabiliza duas vítimas a mais que no mesmo período de 2021, passando de 34 para 36.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados