Anúncio

5º Batalhão de Choque será instalado em Pelotas

Anúncio foi feito nesta segunda-feira, durante a solenidade dos 120 dias do programa RS Seguro

15 de Julho de 2019 - 17h22 Corrigir A + A -

Por: Giulliane Viêgas
giulliane.viegas@diariopopular.com.br

Com informações da SSP

O governo do Estado anunciou nesta segunda-feira (15), durante solenidade dos 120 dias das ações do programa RS Seguro nas 18 cidades que concentram 80% da criminalidade no Rio Grande do Sul, a criação do 5º Batalhão de Polícia de Choque (5º BPChoque), da Brigada Militar, a ser instalado na Zona Sul. A Unidade terá base em Pelotas, mas atenderá os diversos municípios da região.

De acordo com o decreto assinado pelo governador Eduardo Leite (PSDB), 110 novos policiais militares - que se formam em agosto - farão parte da tropa treinada para atuar em ações especiais. A previsão é que o 5º BPChoque seja implantado no mês que vem. "É uma vitória para nossa região. O Batalhão de Choque era uma demanda antiga da corporação e necessária", disse o subcomandante do 4º Batalhão de Polícia Militar, major Márcio André Facin.

Além do novo batalhão, o governo também anunciou a criação das Áreas Integradas de Segurança Pública (Aisp's). As Aisp's consistem na compatibilização das áreas de atuação nas cidades pela Polícia Civil e a Brigada Militar. Conforme o vice-governador, delegado Ranolfo (PTB), a medida permitirá melhor sintonia entre as delegacias de polícia e batalhões que atendem as diferentes regiões de uma cidade, facilitando a troca de informações e o trabalho conjunto. A promessa é que a instalação da Aisp em Pelotas seja no segundo semestre de 2020.

Ranolfo também anunciou mudanças na Polícia Civil, que a partir de outubro deste ano vai implantar um novo sistema de registro de ocorrências nos 18 municípios prioritários do RS Seguro. A mudança vai padronizar o preenchimento do boletim, agilizando o serviço, e incluirá o registro georreferenciado do fato, evitando distorções de informação, quando, por exemplo, a vítima não sabe o nome de uma rua. O novo sistema também vai para aprimorar as estatísticas, permitindo a visualização no mapa de cada município das áreas com maior incidência de determinado crime. Além disso, está prevista a ampliação de tipos de fatos passíveis de serem registrados pelo cidadão na Delegacia On-line. "A medida economiza tempo e deslocamento ao usuário e vai ajudar a desafogar o atendimento presencial nas DPs", explicou o vice-governador.

Durante a solenidade das novas estratégias, ainda foi anunciado um monitoramento especial de quatro indicadores, três comuns - crimes violentos letais intencionais, roubo de veículos e roubo a pedestres - aos 18 municípios e um indicador escolhido conforme a realidade de cada uma das cidades. Segundo análise da Secretaria de Segurança Pública (SSP), esses municípios concentraram 45% da população do Estado em 2017; 71% das mortes violentas (2009-2018); 89% dos roubos de veículos (2009-2018); e 88% dos roubos a pedestre (2009-2018).

Municípios que concentram mais de 80% da criminalidade no Estado:

Alvorada, Cachoeirinha, Canoas, Capão da Canoa, Caxias do Sul, Esteio, Gravataí, Guaíba, Novo Hamburgo, Passo Fundo, Pelotas, Porto Alegre, Rio Grande, Santa Maria, São Leopoldo, Sapucaia do Sul, Tramandaí e Viamão.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados