Estímulo

Programa beneficia agricultores com construção de viveiros para piscicultura

Pelotas está entre os municípios contemplados para a escavação de tanques em propriedades

30 de Dezembro de 2021 - 23h16 Corrigir A + A -
Projetos técnicos foram elaborados pela Emater. (Foto: Divulgação - DP)

Projetos técnicos foram elaborados pela Emater. (Foto: Divulgação - DP)

Importante estímulo à cadeia da piscicultura da região, o Programa Integrado de Pesca e Aquicultura, do Departamento de Desenvolvimento Agrário, Pesqueiro, Aquícola, Indígenas e Quilombolas (DDAPA), da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), beneficiou até o momento 30 produtores com a construção de viveiros em suas propriedades. No segundo semestre de 2021, as obras, que estão sendo acompanhadas tecnicamente pela Emater/RS-Ascar, foram executadas nos municípios de São Paulo das Missões e de Novo Machado. Na última semana do ano, as máquinas seguem o trabalho em Giruá, com a escavação do sétimo viveiro.

A ideia é que as obras nas propriedades giruaenses, situadas em nove localidades do município, sejam finalizadas até a primeira semana de janeiro. Os próximos produtores a serem contemplados são dos municípios de Tucunduva, onde as obras já iniciaram, Ubiretama e Santo Antônio das Missões, sendo dez viveiros por município.

Os projetos técnicos foram elaborados pela Emater/RS-Ascar e, a partir de termo de cooperação firmado entre Seapdr e prefeituras, são cedidas horas-máquina aos agricultores para a escavação de tanques/açudes em suas propriedades. O extensionista da Emater, Júnior Kessler, que acompanhou as obras em São Paulo das Missões, explica que os viveiros ficarão vazios por 180 dias para que a taipa possa curar corretamente e, na sequência, será orientada a colocação de alevinos. Em todos os açudes foram instaladas tubulações para manejar o nível da água, principalmente na hora da despesca.

Além do projeto técnico e acompanhamento das obras, a assistência da Emater/RS-Ascar continuará, com o apoio de parceiros, na oferta de cursos, dia de campo e visitas, com vistas a garantir maior produtividade para autoconsumo da família e a lucratividade da atividade nas propriedades através da comercialização.

O programa, que visa estimular a diversificação de renda por meio da atividade de piscicultura em tanques escavados no Estado, deve contemplar municípios das regiões de Frederico Westphalen, Ijuí, Lajeado, Pelotas e Santa Rosa.

Reunião vai debater combate à estiagem

Na próxima segunda-feira (3), às 14h, na sede da Defesa Civil do Estado, a secretária da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Silvana Covatti, se reúne com a Defesa Civil e a Emater-RS/Ascar para alinhar ações de apoio aos produtores prejudicados com o novo período de estiagem no Rio Grande do Sul. Até a última quarta-feira, 76 municípios decretaram situação de emergência.

Em contato com a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Tereza Cristina, nesta quinta, Silvana manifestou a preocupação sobre os inúmeros relatos de perdas nas lavouras e falta de água para consumo humano, que tem recebido de diversas regiões do Estado. Ela lembrou que, há dez dias, apenas 12 municípios tinham situação de emergência decretada, mas que o cenário se agravou.

Na pauta do encontro também estará em discussão algumas propostas como a possibilidade de anistia dos valores devidos ao Programa Troca-Troca de Sementes de Milho e Sorgo, da Seapdr.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados