Oportunidade

Embrapa tem projeto selecionado pela FAO

Quintais Orgânicos vai integrar plataforma de boas práticas sustentáveis das Nações Unidas

08 de Maio de 2016 - 13h25 Corrigir A + A -

article

O projeto Quintais Orgânicos de Frutas da Embrapa Clima Temperado foi selecionado para compor a Plataforma de Boas Práticas para o Desenvolvimento Sustentável, que faz parte do programa de cooperação com a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), intitulado Programa de Cooperação Internacional Brasil-FAO. O programa busca estratégias para o fortalecimento da Cooperação Sul-Sul, através de mecanismos de desenvolvimento conjunto entre países emergentes em resposta a desafios comuns.

O espaço foi criado para disseminação e compartilhamento de iniciativas replicáveis de boas práticas desenvolvidas na Região Sul do país. Para o chefe geral da Embrapa Clima Temperado, Clenio Pillon, esta aproximação com a FAO, organismo que tem atuação global, especialmente no âmbito da produção sustentável de alimentos e combate à fome, representa uma estratégia da Unidade de pesquisas para fortalecer a divulgação de boas práticas agrícolas (BPAs) e projetos inovadores desenvolvidos pela Empresa, a exemplo dos Quintais Orgânicos de Frutas, em nível mundial. "Abrimos espaço para novas oportunidades", destaca Pillon.

Conforme o responsável pela condução do projeto Quintais, o engenheiro agrônomo Fernando Costa Gomes, o trabalho já obteve cinco premiações nacionais e esta indicação é mais um importante reconhecimento para toda a equipe. "A inserção do projeto nesta Plataforma permite socializar e divulgar suas atividades para mais públicos que se encontram em vulnerabilidade social".

Os Quintais
O projeto Quintais Orgânicos de Frutas é um projeto desenvolvido há cerca de 12 anos, através da parceria entre a Embrapa Clima Temperado e a Eletrobras CGTEE (Companhia de Geração Térmica de Energia Elétrica) e apoio da Finep (Financiadora de Estudos e Projetos). As ações contribuem com a sustentabilidade social, econômica e ambiental de públicos em situação de vulnerabilidade e de risco social, econômico e alimentar, envolvendo, principalmente, agricultores familiares, assentados da reforma agrária, comunidades indígenas, quilombolas e alunos de escolas rurais e urbanas.

A iniciativa privilegia os princípios da produção de base ecológica, abordando questões culturais, étnicas, ambientais, alimentares, econômicas e medicinais. De 2004 a 2016, foram implantados 2.018 quintais em 194 municípios do Sul do Brasil e do Uruguai, atingindo 60.701 beneficiários diretos.

Rio Grande do Sul: 166 municípios
Santa Catarina: 18 municípios
Paraná: 8 municípios
Uruguai: 2 municípios


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados