Coronavírus

Vereadores adiam discussão de multas por aglomerações

Sessões que seriam realizadas na manhã desta quarta foram suspensas por problemas técnicos devido ao temporal da madrugada

01 de Julho de 2020 - 10h41 Corrigir A + A -

Por: Vinicius Peraça
vinicius.peraca@diariopopular.com.br 

49992046987_bb9cb25a36_c

Sessões virtuais da Câmara vem sendo realizadas por videoconferência, mas foram suspensa nesta quarta pela falta de energia (Foto: Volmer Perez - Câmara de Vereadores)

Ficou para a manhã de quinta (2) a discussão do projeto de lei da prefeitura de Pelotas que pretende estabelecer multas a quem descumprir medidas de prevenção ao coronavírus. As sessões para analisar e votar a proposta estavam marcadas para a manhã desta quarta (1º), mas foram adiadas porque o prédio da Câmara de Vereadores permanece sem energia elétrica desde o começo do dia.

Com trabalhos marcados para as 8h30min, os parlamentares aguardaram até as 10h pelo restabelecimento da eletricidade. De acordo com o vice-presidente do Legislativo, Marcos Ferreira, o Marcola (PTB), sem a possibilidade de conectar à Internet para as reuniões por vídeo e fazer a transmissão pela TV Câmara, os trabalhos foram remarcados.

O problema é resultado dos fortes ventos que atingiram a cidade durante a madrugada com a chegada de um ciclone extratropical. Conforme a estação meteorológica da Embrapa Clima Temperado, a velocidade chegou a 70,8 km/h às 4h. Já o site de monitoramento WindGuru indicou que entre 5h e 7h a máxima registrada foi de 88 km/h. No começo da manhã a CEEE informou que 85 mil clientes da companhia na região de Pelotas permaneciam sem luz devido aos estragos provocados pelo temporal.

Entenda

A pauta da Câmara previa na manhã desta quarta o debate de pelo menos três projetos de leis. Um deles, enviado por Paula Mascarenhas (PSDB), prevê a aplicação de multas a quem promover aglomerações ou desrespeitar decreto municipal que determina o uso de máscaras em áreas públicas. A proposta estava sobre a mesa da prefeita desde o final de maio e foi protocolada após o aumento acelerado de diagnósticos de Covid-19 na cidade. Na última semana também foram registradas as primeiras mortes.

As outras propostas previstas para análise são do vereador Anderson Garcia (PTB), que suspende a aplicação de multas durante a pandemia por irregularidades no aparato publicitário de comerciantes, e de Daiane Dias (PL), que estabelece a obrigatoriedade da aferição de temperatura em passageiros do transporte coletivo intermunicipal e interestadual antes de entrarem nos ônibus na rodoviária de Pelotas.

 

Propriedade intelectual do Jornal Diário Popular

Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados