Judiciário

TJ nega danos morais a ex-prefeito de São Lourenço

Daniel Raupp (PT) pedia indenização por conta de declarações de Rudinei Härter (PDT) em rádio

28 de Fevereiro de 2020 - 20h13 Corrigir A + A -

Por: Redação
web@diariopopular.com.br

A 10ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado (TJ-RS) rejeitou o recurso do ex-prefeito de São Lourenço do Sul, Daniel Raupp (PT), em ação por danos morais contra o prefeito Rudinei Härter (PDT). O petista havia processado o atual chefe do Executivo por conta de declarações de Härter a uma rádio local em 2017 em que falou sobre a sustação de cheques da administração de Raupp.

O ex-prefeito pedia indenização de R$ 30 mil, alegando abalo à sua imagem. Na entrevista, Härter afirmou ter sustado pagamentos emitidos nos últimos dois dias de mandato de Raupp, que somavam R$ 1,2 milhão, por não haver recursos em caixa. Conforme o entendimento do TJ-RS, a repercussão do episódio "não trouxe qualquer desabono à imagem do demandante".

Em nota, Raupp disse que, ao divulgar através de sua assessoria o processo, Härter estaria buscando benefício político e que a decisão do TJ-RS não entra no mérito sobre os cheques sustados. "A decisão apenas não reconhece o dano moral pleiteado, as testemunhas ouvidas no processo externaram minha imagem positiva como prefeito", comentou.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados