Eleições 2020

Reta final para definir coligações e candidaturas

Após sete partidos encaminharem suas posições desde o final de semana, entre terça e quarta mais seis grupos decidem alianças e chapas à prefeitura

15 de Setembro de 2020 - 11h12 Corrigir A + A -

Por: Vinicius Peraça
vinicius.peraca@diariopopular.com.br 

Eleição ocorre no mês de novembro em 2020 (Foto: Divulgação - DP)

Eleição ocorre no mês de novembro em 2020 (Foto: Divulgação - DP)

Encerra nesta quarta-feira (16) o prazo previsto no calendário eleitoral para que os partidos se reúnam e indiquem os rumos políticos para a eleição de novembro. Em Pelotas, pelo menos mais seis convenções estão previstas para ocorrer, sendo que quatro delas estão marcadas para a tarde e noite desta terça.

A primeira delas é a do PSDB. A partir das 14h os tucanos devem confirmar a indicação da prefeita Paula Mascarenhas como candidata à reeleição. Embora este seja ponto pacífico, a questão na chapa tucana permanece sendo o vice. Diante do impasse estabelecido no Progressistas e da batalha de recursos judiciais, ainda não existe definição se Roger Ney poderá compor a chapa.

A partir das 16h30min é a vez do Cidadania. Mesmo fazendo parte do atual governo, a sigla também vive momento conturbado, já que parte dos integrantes tem declarado apoio a uma eventual candidatura de oposição liderada por Fetter Jr. (PP).

Quem também deve decidir que caminho tomar é o PDT. Os pedetistas apresentaram três pré-candidaturas ao Executivo, mas possuem convites de PT e PSB para que indiquem o vice. A escolha entre as possibilidades será feita em convenção marcada para às 17h.

No final da tarde, às 19h, será a vez do PSOL. Com posição definida de apresentar chapa à prefeitura, o partido deve confirmar o nome de Julio Domingues para a disputa.

Na quarta-feira, às 15h, a recém alterada comissão provisória do PSL oficializa sua posição. O partido tem indicativo de permanência no grupo governista. Já o DEM, com evento marcado para 18h, deve discutir a coligação com o MDB.

Confira como foram as definições entre sábado e segunda-feira

Solidariedade oficializa apoio à Paula

O Solidariedade aprovou por unanimidade no fim de semana o apoio à reeleição de Paula Mascarenhas (PSDB). Em convenção por videoconferência, 18 integrantes indicaram coligação com a chapa governista. De acordo com a presidente do partido, o objetivo é também sugerir aos tucanos um nome para a vaga de vice na chapa. A reunião do Solidariedade também encaminhou as candidaturas do partido à Câmara de Vereadores. Serão nove representantes: sete homens e duas mulheres.

PSD confirma apoio ao PSDB

Também no fim de semana, o PSD oficializou a coligação com o PSDB para a disputa à prefeitura. Por aclamação, os 14 membros da comissão provisória confirmaram a continuidade no atual grupo governista. A sigla encaminhou também as candidaturas à Câmara de Vereadores. Serão 29 filiados disputando cadeiras no Legislativo, sendo 20 homens e nove mulheres.

Ivan Duarte é o nome do PT

O vereador Ivan Duarte será o candidato do PT à prefeitura de Pelotas. A confirmação da indicação foi feita de forma unânime em convenção partidária no domingo. Junto com Duarte foi aprovada a formação de chapa com Iyá Sandrali como vice. A reunião dos petistas também consolidou 27 candidaturas à Câmara de Vereadores. São 15 homens e 12 mulheres.”Formamos uma chapa majoritária que amplia para além dos eleitores tradicionais do PT. Aumentamos a participação de mulheres e da negritude. Seremos a diferença, com força, nesta eleição”, diz Duarte. Apesar da indicação de uma chapa pura, o PT deixou aberta a possibilidade de coligação com o PDT. O partido, que realiza convenção na terça, recebeu convite para formação de aliança indicando candidato a vice. Contudo, o PSB também fez o mesmo convite e aguarda resposta pedetista.

PCdoB decide apoiar candidatura de Tony Sechi

O PCdoB optou por formar aliança com o PSB na competição pelo paço municipal. O partido decidiu indicar Renato Abreu, até então pré-candidato ao Executivo, à vaga de vice. O partido terá também dez candidatos a vereadores, sendo sete homens e três mulheres.Com a definição sobre a disputa à prefeitura, o presidente do Sindicato dos Servidores Municipais do Saneamento Básico de Pelotas (Simsapel) torna-se o nome preferencial do PCdoB para formar dupla com Tony Sechi. O PCdoB havia recebido convite também do PT para formação de aliança, incluindo a possibilidade de indicação do vice. Embora tenha confirmado a coligação com o PSB, a posição de vice na chapa depende ainda do resultado da convenção do PDT, marcada para esta terça.

MDB indica Fabrício Matiello à prefeitura

O MDB indicou no sábado Fabrício Matiello como possível candidato do partido à prefeitura de Pelotas. Por 29 votos a 17, o advogado foi o preferido pelos membros da Comissão Executiva emedebista em disputa com o empresário João Carlos Cabedal. Com a escolha, Matiello aguarda agora a definição da direção estadual da sigla sobre os recursos para a campanha. Apontada inicialmente como a terceira prioridade do MDB no Estado (atrás de Porto Alegre e Caxias do Sul), a candidatura em Pelotas depende do repasse de dinheiro do fundo eleitoral. A candidatura emedebista também depende de acordo para integração com um vice na chapa. O DEM é a agremiação preferida. Na convenção, o MDB aprovou ainda a nominata para a eleição ao Legislativo. O partido contará com 28 candidatos, sendo 20 homens e oito mulheres.

 


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados