Casa

Prefeita assina convênio com o Estado para projetos de habitação

Pelotas será contemplada com 250 novas unidades habitacionais e 200 módulos sanitários, com recursos do programa Avançar em Obras e Habitação

27 de Janeiro de 2022 - 23h27 Corrigir A + A -
Foto: Felipe Dalla Valle / Palácio Piratini

Foto: Felipe Dalla Valle / Palácio Piratini

A prefeita Paula Mascarenhas participou, nesta quinta-feira (27), do lançamento do programa estadual Avançar em Obras e Habitação, no Palácio Piratini. Durante a cerimônia, o município firmou convênio com o governo do Estado para o recebimento de mais de R$ 21 milhões em unidades habitacionais e construção de banheiros. Cerca de R$ 6,3 milhões serão investidos pelo Executivo pelotense como contrapartida.

Durante a apresentação dos valores e dos projetos para os quais os recursos foram destinados em todo o Estado, Paula lembrou que há muito tempo, possivelmente desde a época dos núcleos habitacionais da Cohab, não se via investimentos estaduais em habitação, uma área absolutamente fundamental.

"Não só pela questão social, mas pela dignidade humana, da qualidade de vida, e em Pelotas nós percebemos isso focando na Segurança Pública: pessoas que vivem em habitações precárias estão muito mais sujeitas à violência. Crianças evadem da escola por conta destas habitações e do bullying que sofrem. Agora temos a oportunidade, com esses recursos do Estado, de fazermos projetos de habitação que levem em conta a realidade de cada local, diferentemente do que acontecia até então quando dependíamos exclusivamente do Governo Federal, em projetos que vinham prontos, sem poder adequar ao que as pessoas precisavam. Esse recurso vai transformar a vidas dos gaúchos que mais precisam", destacou a prefeita durante a cerimônia.
O governador Eduardo Leite, acompanhado do secretário estadual de Obras e Habitação, José Stédile, detalhou os projetos e municípios contemplados pela iniciativa e apresentou ações, como a recuperação de estradas vicinais – aquelas de ligação entre duas localidades -, a perfuração de poços, recuperação da frota de maquinários e obras em barragens, totalizando R$ 226,9 milhões nestes segmentos.

"Esses investimentos têm um impacto muito profundo na vida das pessoas, além de estarmos trabalhando com justiça social, melhor qualidade vida, acesso a serviços essenciais, ampliação na prestação de serviços públicos, além do impacto econômico: quando se financia obras de construção civil e saneamento, demanda contratação de operários, compra de materiais, aluguel de equipamentos, e isso ajuda na movimentação da economia", ressaltou Leite.

Projeto das unidades habitacionais

Os recursos vão permitir a construção, em Pelotas, de 250 unidades habitacionais por meio do projeto a ‘Casa é Sua’, do governo do Estado. Essas unidades serão construídas nos loteamentos Estrada do Engenho, Vila Farroupilha e no Getúlio Vargas. O investimento do Estado será de R$ 19 milhões, com contrapartida municipal de R$ 5,7 milhões.

Projeto para construção de banheiros

A cidade também será contemplada com 200 módulos sanitários, equipados com pia, vaso sanitário e chuveiro, em diversos bairros da cidade, por meio do programa ‘Nenhuma Casa sem Banheiro’, destinados à famílias em vulnerabilidade social. O investimento é de R$ 2 milhões do governo gaúcho e contrapartida municipal de R$ 600 mil.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados