Plano Municipal de Saúde

Prefeita acompanha construção do Plano Municipal de Saúde

Medidas deverão passar pela aprovação do Conselho Municipal de Saúde

20 de Novembro de 2021 - 16h15 Corrigir A + A -

Por: Redação
web@diariopopular.com.br

A chefe do Executivo agradeceu a dedicação e parceria que teve com todos integrantes da área da saúde, que atuam de forma coletiva pensando atenciosamente em toda a população

A chefe do Executivo agradeceu a dedicação e parceria que teve com todos integrantes da área da saúde, que atuam de forma coletiva pensando atenciosamente em toda a população

A prefeita Paula Mascarenhas (PSDB) acompanhou, no auditório da Universidade Católica de Pelotas (UCPel), o encerramento de uma série de cinco oficinas, realizadas pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), que tiveram como objetivo construir o Plano Municipal de Saúde, com vigência de 2022 a 2025. A articulação está sendo feita de forma inédita em Pelotas, coletivamente, com envolvimento de usuários dos serviços, profissionais de saúde, prestadores, gestores e o Conselho Municipal de Saúde (CMS).

A chefe do Executivo agradeceu a dedicação e parceria que teve com todos integrantes da área da saúde, que atuam de forma coletiva pensando atenciosamente em toda a população. Paula destacou a segurança que o Município passou durante a pandemia do coronavírus aos cidadãos, possibilitada pelas equipes qualificadas. 

“É muito importante que o Plano Municipal de Saúde tenha sido construído nesse momento que vivemos, considerando o Plano de Governo e ouvindo as equipes que atuam nos serviços de saúde, planejando coletivamente. Estamos conseguindo trazer segurança, discussão e transparência, além de ouvir a opinião de todos os atores que fazem parte desse processo”, frisou a prefeita.

A secretária de Saúde, Roberta Paganini, participou da apresentação, conduzida pela integrante do Departamento de Planejamento da pasta, Raquel Elias. Ela ressaltou que o Plano Municipal de Saúde é o principal instrumento de gestão do Sistema Único de Saúde (SUS), assim como também é a ferramenta que propicia o monitoramento da saúde do Município. A construção coletiva das medidas nele contidas reflete a realidade da saúde em Pelotas.

Sobre o Plano

A construção do documento apresentado nesta sexta-feira teve início antes da realização da 15ª Conferência Municipal de Saúde, quando foram criados grupos de discussão, formados por profissionais de saúde, instituições, universidades, prestadores de serviço do Município, representantes de hospitais, dentre outros, com intuito de sensibilizar e estimular a participação desses atores da área para construir o Plano de forma coletiva. 

A partir do que foi exposto por eles, a equipe técnica da SMS, liderada pelo Departamento de Planejamento e o Núcleo de Educação em Saúde Coletiva da SMS, definiu diretrizes, objetivos, metas e indicadores, tendo como base as propostas oriundas da Conferência, além do Plano de Governo, do Plano Plurianual (PPA), análise epidemiológica do Município e o Plano Municipal vigente (2018/2021). 

A ampliação do acesso e qualificação da Rede Atenção à Saúde (RAS), envolvendo recursos financeiros, aumento da cobertura populacional, qualificação de serviços e expansão dos conceitos da Rede Bem Cuidar,  além do aumento do número de equipes completas nos serviços, foco na área psicossocial e nutrição e melhoria dos serviços do Sistema Único de Saúde são alguns pontos incluídos ao longo do Plano exposto.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados