Escolha

PCdoB decide apoiar candidatura de Tony Sechi

Partido aprovou em convenção a coligação com o PSB e indicação de Renato Abreu para compor a chapa como candidato a vice-prefeito

13 de Setembro de 2020 - 17h43 Corrigir A + A -

Por: Vinicius Peraça
vinicius.peraca@diariopopular.com.br 

Presidente do do Sindicato dos Servidores Municipais do Saneamento Básico de Pelotas (Simsapel), Renato Abreu, pretende ser o vice na chapa encabeçada pelo PSB (Foto: Divulgação - DP)

Presidente do do Sindicato dos Servidores Municipais do Saneamento Básico de Pelotas (Simsapel), Renato Abreu, pretende ser o vice na chapa encabeçada pelo PSB (Foto: Divulgação - DP)

O PCdoB optou por formar aliança com o PSB na competição pela prefeitura de Pelotas. Em convenção na manhã deste domingo (13), o partido decidiu indicar Renato Abreu, até então pré-candidato ao Executivo, à vaga de vice. O partido terá também dez candidatos a vereadores, sendo sete homens e três mulheres.

Com a definição sobre a disputa à prefeitura, o presidente do Sindicato dos Servidores Municipais do Saneamento Básico de Pelotas (Simsapel) torna-se o nome preferencial do PCdoB para formar dupla com Tony Sechi. "Chegamos a um consenso durante o processo da convenção e por unanimidade aprovamos a coligação com o PSB", afirma o presidente do partido, Fernando Rosário.

O PCdoB havia recebido convite também do PT para formação de aliança, incluindo a possibilidade de indicação do vice.

Embora tenha confirmado a coligação com o PSB, a posição de vice na chapa depende ainda do resultado da convenção do PDT, marcada para terça (15). Isso porque os socialistas dão prioridade à sigla para a formação da chapa à prefeitura em Pelotas. A intenção é repetir a composição feita em Porto Alegre, porém invertendo a ordem. Na capital, os pedetistas têm a candidata ao Executivo e o PSB a vice.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados