Eleição

PCdoB afirma que Manuela será vice com ou sem Lula

Partido entrou para a chapa do PT na última hora e deputada formará dupla com candidato petista

06 de Agosto de 2018 - 19h10 Corrigir A + A -

Por: Redação
web@diariopopular.com.br

Manuela D’Ávila, candidata à Presidência até o final da noite de domingo (5), será a vice na chapa do PT mesmo se o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não for considerado inelegível pela Justiça Eleitoral. Em nota divulgada na tarde desta segunda (6), o PCdoB afirma que a deputada estadual gaúcha formará dupla com o cabeça de chapa petista em qualquer hipótese.

Embora a possibilidade de Lula ter sua candidatura deferida seja remota, já que cumpre pena após condenação em segunda instância, o PT lançou no final de semana sua candidatura tendo o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, como vice. Com a adesão de última hora do PCdoB à coligação, Manuela passa a ser a segunda da chapa sob qualquer hipótese.

No texto, o PCdoB afirma que, "face à circunstância excepcional em que o ex-presidente Lula está arbitrariamente preso, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad será registrado como vice-presidente para vocalizar a orientação do ex-presidente até que se esclareça a estabilidade jurídica da candidatura de Lula. A seguir, em qualquer circunstância, Manuela será candidata a vice-presidente, seja com o deferimento ou não da candidatura de Lula".

Reiterando o discurso adotado por Manuela durante todo o período pré-eleitoral em defesa de uma união entre partidos de esquerda, a nota lamenta que outras agremiações não tenham se unido. “Inviabilizada a unidade mais ampla dos partidos de esquerda, na reta final do prazo legal para definições, o PCdoB e o PT, conjuntamente, persistiram na busca de uma aliança e intensificaram as negociações entre si, tendo em conta que ambos os partidos e outras legendas construíram juntos, ao longo de trinta anos”, aponta a nota.

 


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados